Catalão é a cidade com maior incidência de câncer no estado de Goiás

Catalao_MarceloCruz

A contaminação do ar e do solo levou Catalão, segundo estudos realizados pelo Instituto de Ciências Biológicas e da Saúde da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), a ser a cidade com maior incidência de câncer no estado de Goiás.

A pesquisa, ao analisar os prontuários médicos do sistema público de saúde da cidade entre os anos de 2005 e 2006, por exemplo, identificou que a doença majoritariamente se localiza nos órgãos do sistema respiratório e digestivo.

“As notificações de neoplasias malignas do sistema respiratório passaram de 1,5% em 2005 para 11,5% em 2006. Quanto ao sistema digestivo, a prevalência passou de 10% em 2005 para 16,5% em 2006”, aponta a análise.

Na conclusão, o documento afirma: “A epidemiologia do câncer no município de Catalão, Goiás, sugere associações entre as atividades econômicas desenvolvidas na cidade, como a mineração e a agropecuária, e a prevalência de tumores localizados no sistema respiratório e digestivo”.

Para o geólogo e presidente da Associação dos Geógrafos Brasileiros (AGB), seção Catalão, Gabriel Melo Neto, o estudo mostra a despreocupação das mineradoras com as populações do campo e da cidade de Catalão e Ouvidor.

“As mineradoras estão envenenando a água e o solo, portanto, estamos comendo comida contaminada, além do ar que respiramos, que está cheio de partículas inadequadas para a população, por isso, a incidência de câncer no pulmão e no estômago do catalano.”

Esses dados fazem parte da reportagem Mineração devasta Catalão, publicado no site Brasil de Fato neste mês.

Do Brasil de Fato

Share Button

Câmara Municipal discute assuntos polêmicos na última sessão do mês

images

A 10ª sessão ordinária da Câmara Municipal de Catalão, ocorrida na tarde desta terça-feira, 31, apresentou ao todo dez projetos de leis, sendo apenas três aprovados. Fora isso, o que muito chamou a atenção foram dois requerimentos apresentados e o teor de cada um deles.

O primeiro foi do vereador Paulo Moreira do Vale (PMN), que verbalmente requereu ao prefeito Jardel Sebba (PSDB) estudo para que eventos e shows como o do cantor sertanejo Cristiano Araújo, marcado para acontecer na próxima sexta-feira (03), na Sexta-Feira da Paixão, não aconteçam neste período daqui por diante.

Segundo Paulinho, como é conhecido, a data deveria ser respeitada já que a apresentação do cantor se dará exatamente em uma dia santo, parte do feriado da Semana Santa. “Nada contra o artista não, só que esse período deve ser respeitado pelo que representa e uma festa assim não vai de encontro com a fé dos cristãos. Um padre me procurou e me pediu providências, só que como seu pedido foi feito em cima da hora, nada poderá ser realizado no momento. Talvez nos próximos anos conseguiremos impedir esse tipo de coisa”, comentou o edil. O requerimento foi aprovado por todos os vereadores.

Já o líder da oposição, Jurandir Antônio (PMDB), levantou questão ainda mais polêmica. De acordo com seu requerimento, fica a Mesa Diretora incumbida de convidar o responsável pelo Comando da Polícia Militar de Catalão, para falar dos constantes assassinatos na cidade e o que pode ser feito para impedir o crescimento desse tipo de crime, bem como para dar um parecer com relação a prostituição de travestis em vários pontos do município.

Especialmente sobre o segundo assunto, Jurandir deixou bem claro não ser contra a opção sexual de quem quer que seja, “mas que não é correto que atos obscenos e desrespeitosos sejam permitidos em locais públicos. Eles ficam praticamente nus em algumas ruas e avenidas para atrair clientes e isso não está certo, fazem gestos imorais e representam risco aos moradores próximos. Vamos com o comandante da polícia saber o que poderá ser feito nesse sentido”, contou. Sua petição também teve o aval de todos os seus colegas.

Se for aceito o convite, o comandante do 18º Batalhão da Polícia Militar de Catalão, Major Carlos José da Silveira, poderá em breve participar de alguma reunião da Câmara.

Por: Gustavo Vieira

Share Button

Violência: população está assustada com a quantidade de assassinatos em Catalão

Faz muito tempo que o município de Catalão perdeu características de cidade pacata e ordeira. Localizada em ponto estratégico para o tráfico, de acordo com a Polícia Militar, a cidade tem a BR-050 e a GO-330 como rotas para os principais centros administrativos do país.

Talvez seja isso que explique o crescimento no número de assassinatos e tentativas de assassinatos neste ano. Em 2014 foram registrados 16 mortes e 26 atentados contra a vida, contra 7 e 8 respectivamente neste ano.

Pedreiro

Apenas no mês de março cinco pessoas perderam suas vidas e de maneira brutal. O primeiro caso foi do pedreiro Elias Antônio de Oliveira Júnior, de 37 anos, encontrado morto no porta-malas de seu carro no bairro Ipanema. Três semanas depois a polícia prendeu três suspeitos que confessaram tê-lo matado por dinheiro.

Kulula

No dia 11 foi a vez de Keyla Luiz da Silva (37), vulgo Kulula. A mulher, que tinha passagens pela polícia, foi morta no Residencial Laranjeiras (Rua 14) e encontrada por volta das 06h:30 por populares. A Polícia Civil contou que Kulula foi espancada e morta com cinco tiros na cabeça, além dos peritos terem observado sinais de atropelamento em seu corpo. Ninguém preso até agora.

Geovane

Três dias depois (14/3) Geovane Martins, de 18 anos de idade, foi assassinado com cinco tiros à queima-roupa em uma lanchonete na Vila União. O rapaz também era conhecido pela polícia e os autores do crime, que utilizaram uma motocicleta para ir ao seu encontro, estão foragidos. Não foi descoberto o que motivou essa barbárie.

João-Ferreira-300x300

O mais chocante dos atentados talvez tenha sido cometido contra o missionário católico, João Ferreira, mais conhecido como Irmão João (62). O idoso foi morto em sua residência no dia 26, após C. H. S. J, de 19 anos, já dentro do imóvel, ter decido roubá-lo. Irmão João tentou impedir a ação do rapaz gritando por socorro, e recebeu diversas facadas vindo a falecer no local. Já o indivíduo foi preso quando tentava fugir da casa e deve responder pelo crime de latrocínio, que é o roubo seguido de morte.

Paulo-de-Jesus-Oliveira (1)

O homicídio mais recente foi registrado no dia 30. A vítima foi Paulo Jesus de Oliveira, de 20 anos de idade, morto com quatro tiros na Rua Abdon Leite, próximo ao Colégio Estadual João Netto Campos (bairro Mãe de Deus). Segundo a Polícia Civil, o que motivou o crime foi um acerto de contas entre o suspeito e a vítima. O autor dos disparos está foragido e o ocorrido segue sob investigação policial.

Alguns dados também foram repassados pela 9ª Delegacia Regional de Polícia Civil, que informou ainda ter acontecido mais duas mortes na cidade, uma em janeiro e a outra em fevereiro deste ano. Com isso, foram registradas em Catalão 7 mortes em apenas três meses.

Por: Gustavo Vieira

Share Button

Principais notícias do dia – 31/03/2015

GetAttachment (1)

JORNAIS

Brasil Econômico

BNDES perde R$ 2 bi com Petrobras, mas lucro cresce 5,4%

A corrupção na Petrobras e a consequente queda no valor de mercado da companhia respingaram nos resultados de 2014 do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que detém 17% do capital total da petroleira. O banco divulgou ontem perdas de R$ 2,6 bilhões com a reavaliação de sua participação na Petrobras.

Folha de S. Paulo

Em crise, Petrobras pede alta de 13% em salário de diretores

O Globo

Dilma diz que Levy foi ‘mal interpretado’

O Popular

Em silêncio desde julho de 2012, quando teve o mandato de senador cassado por conta do escândalo do caso Cachoeira, o procurador de Justiça afastado Demóstenes Torres escreveu artigo hoje no jornal Diário da Manhã, em reação a declarações do senador Ronaldo Caiado (DEM), mas também com ataques ao governador Marconi Perillo (PSDB) e ao ex-governador Iris Rezende (PMDB). No artigo, intitulado “Ronaldo Caiado: uma voz à procura de um cérebro”, o ex-senador acusa o democrata de trai-lo e diz que o ex-colega de partido fazia parte da rede de amigos de Carlos Cachoeira, sugerindo ainda que tenha recebido dinheiro do contraventor.

Diário da Manhã

Centenas de moradores de Guapó promovem manifestação na BR 060, km 189, neste momento. As informações são da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Segundo participantes, cerca de 60 moradores estão desde às 5h da manhã desta terça-feira (31) hoje esperando por coletivos para trazê-los para Goiânia e os ônibus passam lotados. Os coletivos estão sendo parados e os passageiros são convidados a aderirem à manifestação.

——————————————————–

TELEJORNAIS

TV Globo – Jornal Nacional

Entram em vigor novas regras para concessão do Fies

A partir de agora, só pode fazer inscrição no programa de financiamento estudantil do governo federal quem fez no mínimo 450 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio de 2014 e não zerou a redação. Cerca de 30% dos alunos que fizeram o Enem, no ano passado, não atingiram essa meta. Além disso, o reajuste na mensalidade das faculdades que aceitam o Fies não pode ultrapassar o teto de 6,4%. A presidente Dilma Rousseff disse que as mudanças corrigem distorções no programa. “O governo federal não pode tirar dinheiro dos contribuintes e dar um financiamento para quem tem zero em português”, afirmou.

Band – Jornal da Band

CCJ agiliza votação da PEC que reduz a maioridade penal

SBT – SBT Brasil

Dilma entrega casas no Pará e fala sobre a declaração do ministro da Fazenda

————————————————————-

RÁDIOS

BandNews

Edinho Silva e Renato Janine tomarão posse nos próximos dias

O novo chefe da Secretaria da Comunicação Social da Presidência, Edinho Silva, tomará posse nesta terça-feira (31) em Brasília. Já, na próxima segunda (6), o professor Renato Janine Ribeiro assumirá o Ministério da Educação.

CBN

Presidente da Camargo Correa irá cumprir prisão domiciliar

Jovem Pan

Dilma acredita que Levy foi mal interpretado

———————————————————-

Por: Gustavo Vieira com informações da EBC

Share Button

MP recomenda reforço na fiscalização de doações de casas para programas habitacionais em Catalão

Fachada da prefeitura municipal de Catalão

Fachada da prefeitura municipal de Catalão

A promotora de Justiça Ariete Cristina Rodrigues Vale recomendou ao município de Catalão que reforce a fiscalização para que não seja realizada nenhuma construção em imóveis de programas habitacionais do município senão pelo beneficiário e, que seja observado se a família se enquadra no perfil de baixa renda. Também foi recomendado que no termo de doação ou concessão de direito real de uso, conste expressamente cláusula proibitiva de alienação dos lotes pelos beneficiários e de que estes não podem possuir imóveis.

A recomendação foi enviada ao prefeito Jardel Sebba, à secretária de Habitação e Assuntos Fundiários, Vanja Paranhos Netto, e ao procurador-geral do município de Catalão, Geordano Paraguassu Pereira.

Segundo sustentou a promotora, a doação de imóveis da administração pública somente é permitida para fins de uso de interesse social, após criteriosa avaliação de sua oportunidade e conveniência socioeconômica. Nesta perspectiva, o imóvel serve como instrumento para concretização da assistência social e garantia dos direitos fundamentais, sendo indispensável o tratamento igualitário entre todos os interessados.

No município de Catalão, conforme informado pela Secretaria Municipal de Habitação e Assuntos Fundiários, as Leis Municipais nº 1.628/1997 e nº 2.286/2005 autorizam o município a conceder ou permitir o uso de bens imóveis através de programas habitacionais de interesse social e criam o programa habitacional no município, respectivamente. Contudo, as normas não especificam o perfil das pessoas de baixa renda a serem beneficiadas.

De acordo com a promotora, para a efetiva implantação, de forma justa e legal, do programa habitacional do município, a função social da propriedade somente será efetivamente cumprida se atender às famílias com necessidades mais urgentes de moradia. Assim, Ariete Vale pondera que a distribuição de imóveis ou lotes pertencentes ao município de forma desregrada, sem se atentar para critérios que de fato priorizem e beneficiem as famílias mais carentes, pode ensejar a responsabilidade, inclusive pessoal, do agente público que de qualquer forma contribuir para o ato.

Para o cumprimento integral da legislação, a promotora esclarece que qualquer bem da administração pública antes de alienado precisa ser avaliado, e o interesse público da alienação precisará ser justificado. Além disso, é exigida a elaboração de lei específica autorizando a alienação. Conforme aponta a promotora, é indispensável que o município tenha um “programa de defina, de forma clara e objetiva, quem serão os beneficiados e quais serão só critérios adotados: quem é o carente? Esse carente reúne as condições legais exigidas para fazer jus a pleito de ter um lote doado? Tudo devidamente definido na lei que autorizar as doações (princípio da legalidade)”.

Outros pedidos
Na recomendação, a promotora requer que a distribuição de lotes ou concretização do programa habitacional regulamentado pela Lei nº 2.286 observe os critérios legais, impedindo que sejam beneficiadas famílias em condições incompatíveis com as exigências legais. Também foi pedido que a avaliação da condição socioeconômica das pessoas seja definida por critérios objetivos e rigorosos, após ampla divulgação para o cadastro, verificação do local da residência, comprovação de renda do grupo familiar, inexistência de imóvel.

Além disso, foi recomendado que seja feita ampla divulgação para o cadastramento, quando for iniciar a efetiva implantação do programa habitacional de interesse social, com ampla divulgação nas rádios locais, por pelo menos 30 dias consecutivos. Confira aqui a íntegra da recomendação, com as demais orientações feitas pela promotora.

Foi fixado o prazo de 20 dias para que seja informado e comprovado ao Ministério Público o acolhimento da recomendação. A promotora, no entanto, advertiu os gestores públicos que o não acolhimento da recomendação implicará a adoção das medidas legais cabíveis, principalmente no que se refere à propositura de ação e à apuração de responsabilidade das pessoas com atribuição para atuar nestes casos.

(TextoCristina Rosa / Assessoria de Comunicação Social do MP-GO – foto: Arquivo da Promotoria de Catalão)

Share Button

Temer: “PMDB está no governo e participa da formulação das políticas”

Em entrevista coletiva após participar de um fórum sobre reforma política, na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, nesta segunda-feira (30), o vice-presidente da República e presidente do PMDB, Michel Temer, afirmou que o partido está no governo e participa da formulação das políticas públicas.

Marcos Eifler/Assembléia Legislativa do RS

Declarações de Temer foram feitas durante participação em Seminário sobre Reforma Política, na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, juntamente com Eduardo Cunha (PMDB-RJ)Declarações de Temer foram feitas durante participação em Seminário sobre Reforma Política, na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, juntamente com Eduardo Cunha (PMDB-RJ)

“O PMDB está no governo, o que há é que uma e outra vez colegas acham que o PMDB deveria estar mais no governo, especialmente nas políticas públicas”, disse o vice-presidente que eteve no evento acompanhado do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). “De quatro semanas para cá, estamos tomando deliberações em conjunto, então nesse sentido o PMDB está no governo”, ressaltou Temer.

Indagado pelos jornalistas, Temer comentou as declarações de Cunha que em entrevista ao jornal O Globo disse que o partido “finge que está no governo” e que o governo “também finge que o PMDB está lá”.

“O Eduardo quis dizer com isso que, na verdade, é preciso talvez haver uma repactuação, o PMDB ter talvez uma presença mais efetiva nas políticas públicas, que está tendo agora”, enfatizou Temer, destacando a participação de ministros do partido no conselho político.

O vice-presidente também negou que haja uma insatisfação com a demora na indicação do ex-deputado federal Henrique Eduardo Alves para o Ministério do Turismo. “Isso será definido esta semana, essas coisas são fruto de diálogo”, declarou.

Ele também salientou que o partido colocará ministérios à disposição para contribuir em uma eventual diminuição de pastas, na tentativa de enxugar a estrutura da máquina pública. “Primeiro é preciso que haja uma decisão presidencial de redução dos ministérios. Isso vai envolver um estudo técnico, administrativo. Quando houver o número de ministérios a serem reduzidos, o PMDB estará disposto a colaborar”, disse.

Portal Vermelho

Share Button

Dilma: Brasil tem reservas para enfrentar qualquer crise internacional

Nesta segunda-feira (30), a presidenta Dilma Rousseff afirmou, durante cerimônia de entrega de moradias, em Capanema (PA), que o Brasil é hoje um país com segurança financeira para atravessar crises econômicas. A presidenta reafirmou que programas sociais serão mantidos, assim como determinadas medidas de desoneração.

Agência Brasil

Presidenta Dilma entregou 1.032 unidades habitacionais do Conjunto José Rodrigues de Sousa, em Capanema, no ParáPresidenta Dilma entregou 1.032 unidades habitacionais do Conjunto José Rodrigues de Sousa, em Capanema, no Pará

“O Brasil é hoje um país que tem reservas em dólar suficientes para enfrentar qualquer crise internacional de volatilidade. Tem uma estrutura bancária que não está nem um pouco comprometida, como é o caso de países desenvolvidos. Nós tivemos que segurar a onda, um verdadeiro tsunami, da crise internacional, que desempregou 60 milhões na Europa, que tirou direitos, que acabou com garantia de emprego, que produziu uma catástrofe social”, destacou a presidenta.

Ela também afirmou que a crise é uma “dificuldade passageira” e que não existe a necessidade de “ajustar tudo”, mas de “ajustar um pouco o orçamento” de maneira a superar as dificuldades e superar a crise.

“É óbvio que sabemos que o Brasil está enfrentando algumas dificuldades, mas são dificuldades passageiras. Uma coisa é você ter que ajustar um pouco o orçamento, outra coisa é ter que reformar tudo. Não temos que reformar tudo, porque o Brasil tem uma base sólida”, salientou.

Em entrevista coletiva, a presidenta também comentou as declarações atribuídas ao ministro da Fazenda, Joaquim Levy, divulgadas pela Folha de S.Paulo, em que numa conversa com alunos da Universidade de Chicago, Levy teria dito que a presidenta tem o desejo de acertar “às vezes, não da maneira mais fácil”.

“Tenho discernimento, tenho clareza de que ele foi mal interpretado”, afirmou Dilma. E completou: “Ele ficou bastante triste com isso”. O próprio ministro afirmou que frase foi tirada de contexto.

Entrega de 1.032 casas

Dilma participou na cidade de Capanema (PA), a 160 quilômetros da capital, Belém, da entrega de 1.032 moradias do Conjunto Habitacional José Rodrigues de Sousa, pelo Minha Casa Minha Vida (MCMV). Ela declarou, no discurso, que o Brasil se encontra no estágio final do processo de superação da extrema pobreza. “Nós sempre dissemos que a superação é só o começo, porque o Brasil precisa assegurar infraestrutura social e urbana.”

O conjunto habitacional entregue é destinado a famílias com renda de até R$ 1,6 mil e recebeu investimento de R$ 53,6 milhões. As moradias estão distribuídas em 129 blocos de dois pavimentos e quatro unidades por andar.

Cada apartamento tem área privativa de 39,22 metros quadrados, divididos em dois quartos, sala, banheiro, cozinha e área de serviço, com piso cerâmico em todos os ambientes.

O residencial é equipado com infraestrutura completa, pavimentação, redes de água, esgotamento sanitário, drenagem, energia elétrica e iluminação pública. Este é o primeiro residencial construído pelo MCMV em Capanema, município que fica a 160 km da capital paraense, Belém.

“Aqui vocês terão acesso a apartamentos dignos e a apenas 2 quilômetros há escolas e postos de saúde. Aqui dentro também vai haver espaços de convivência e lazer. Pois todo mundo precisa de convívio, de lazer”, declarou às famílias contempladas.

No estado do Pará, 46.500 famílias foram contempladas com chaves de moradias. Outras 89.000 habitações previstas pelo Minha Casa Minha Vida se encontraram em estágio de construção.

Fase 3 do Minha Casa, Minha Vida

A próxima etapa do programa de financiamento habitacional terá a meta de contratar mais 3 milhões de moradias . “Nós vamos apreendendo e aperfeiçoando. O Minha Casa Minha Vida 3 vai dar um passo ainda maior que o Minha Casa Minha Vida 2”, afirmou a presidenta.

Fonte: Portal Brasil

Share Button

Hoje na História…

hoje

1889
Inaugurada em Paris a torre Eiffel
1958
URSS suspende testes atômicos e exorta o Reino Unido e os EUA a fazerem o mesmo.
1959
Dalai Lama escapa de tropas chinesas e fuge para a fronteira com a Índia.
1967
Ministro da Defesa da União Soviética, marechal Rodion Malinovski, morre em Moscou, aos 69 anos.
1967
Vaticano anuncia doação de 1,5 milhão de dólares ao Vietnam do Norte, para compra de remédios.
1971
Vietnam do Sul considera vitoriosa a incursão militar ao Laos.
1972
Chile indeniza a Kennecott Copper Corporation pela nacionalização da mina de El Teniente.
1982
Às vésperas de iniciar a geração de energia elétrica, a usina nuclear de Angra 1 sofre vazamento em uma válvula próxima à turbina.
1983
EUA negam a entrega de caças F-16 a Israel enquanto não forem retiradas as tropas do Líbano.
1984
Fogo destrói igreja de Nossa Senhora da Conceição da Barroquinha, do século XVIII, em Salvador.
Share Button

Nível da represa da Usina da Emborcação continua baixo mesmo com chuvas constantes

UHE Emborcação VA ampla 3 IT

Devido a estiagem que assolou o país no ano anterior e o pouco que vem chovendo de 2012 para cá, os níveis de água dos reservatórios brasileiros diminuíram consideravelmente.

A Usina da Emborcação, oficialmente Usina Hidrelétrica Theodomiro Santiago, tem capacidade de 13,056 bilhões de metros cúbicos em uma área inundada de até 473 km², está hoje com aproximadamente 20% de seu total. Ela banha municípios do estado de Goiás e Minas Gerais.

De acordo com os dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), em janeiro desde ano a represa contava apenas 12,88% de seu volume útil, contra 40,88% no mesmo período de 2014.

0__2015_2014_emborcacao977_graph

O mês de fevereiro mostra projeções pouco animadoras, tendo sido registrado leve aumento do nível da represa chegando a 15,89%. Há exatamente um ano o volume hídrico da usina era de 39,82%.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), as chuvas foram mais intensas no mês março em toda a região, apresentando índices constantes de 1mm a 30mm chegando ao pico de 57mm. Mesmo que essas variáveis sejam bem menores que os apresentados nos meses iniciais de 2014, as precipitações até o momento têm contribuído para o aumento da represa da Emborcação.

O ONS ainda não divulgou os resultados de março, o que deverá fazer em breve. O órgão não informa os dados da Usina de Serra do Facão, na região de Catalão, mas ao que se sabe ela também apresentou redução no nível de água represada e pouco a pouco vem melhorando seus números, mesmo que ainda baixos.

Por: Gustavo Vieira 

Share Button

Governador entrega benefícios na área da habitação, em Catalão

SUDESTE1

O governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), esteve em Catalão na sexta-feira (27/3) para entregar diversos benefícios à população. Os municípios de Campo Alegre e Ipameri também receberam a visita do governador, e quase R$ 40 milhões relativos aos programas Rodovia Construção e Urbano, além do Cheque Mais Moradia e Cheque Reforma foram disponibilizados às cidades.

Em Catalão, especialmente na área habitacional, foram entregues Cheques Mais Moradia para 40 famílias moradoras de casas de placas, no valor de R$ 200 mil referentes à primeira etapa de um total de R$ 400 mil. Promessa de campanha do prefeito municipal Jardel Sebba (PSDB), os recursos serão utilizados para a substituição de placas de cimento por tijolos de alvenaria, para dar conforto térmico às famílias. Outros 184 Cheques Reforma, destinados a famílias sem condições de arcar com melhorias, também foram entregues na cidade, no valor total de R$ 522 mil.

“Hoje estamos vindo aqui para entregar benefícios sociais, benefícios para as famílias. Quando a gente inaugura uma estrada, esse é um benefício coletivo, para todos. Aqui em Catalão nós estamos entregando um benefício individual para cada família melhorar ou construir a sua casa. Não há nada mais sagrado na vida do que a casa onde morar”, salientou o governador em coletiva de imprensa. Ele comentou que ainda da importância de se entregar grandes obras, mas que as pequenas ações como essas também são de extrema relevância para os mais humildes”.

“Vou reformar todo o piso, terminar o reboco, o madeiramento e o forro”, planejou o servente de pedreiro Sebastião Soares Dias, 49 anos, ao ser contemplado. “Estou muito feliz por isso e finalmente realizarei o sonho de morar dignamente”, completou.

Jardel disse ter ficado muito feliz com a presença do governador e falou de sua preocupação em realizar obras sociais no Estado. “É muita alegria e satisfação podermos levar benefícios às pessoas que precisam. O governador Marconi nos inspira na sua seriedade, que para mim é um exemplo. Espero que essa de hoje seja a primeira de muitas entregas feitas pelo governador nesse novo mandato”, disse.

Também participaram das atividades membros do governo estadual, prefeitos da região, vereadores, militantes e cidadãos comuns.

Por: Gustavo Vieira/Foto: reprodução

Share Button