Por Dentro dos Fatos

 

 

por-dentro-dos-fatos

Professor Mamede fala sobre a pesquisadora Celina Turchi

Share Button

Por Dentro dos Fatos

por-dentro-dos-fatos

Professor Mamede fala sobre a prisão do prefeito eleito de Osasco.

Share Button

Prefeito Jardel Sebba concede sua última entrevista como prefeito…

Gente boa do Blog, prefeito de Catalão concedeu sua última entrevista como prefeito ao Blog do Mamede, segue abaixo a conversa:

jardel

1)  Prefeito Jardel Sebba, valeu a pena ser prefeito de Catalão?

Mamede tudo vale a pena quando a alma não é pequena e foi um grande aprendizado, de verdade, valeu demais.

2) Nesses quatro anos como prefeito, qual foi o momento de maior dificuldade ou de desilusão?

No segundo ano de mandato quando tive decepções administrativas e financeiras na Prefeitura.

3 ) E o momento de maior alegria?

 Resgatar a educação, afinal é o bem maior para evoluir uma cidade, estado ou nação é inegável que tivemos avanços significativos e que serão sentidos por décadas.

4 )  Qual o maior feito que considera ter realizado como prefeito?

Mesmo tendo perdido a eleição ter à consciência tranquila de ter avançado muito em áreas vitais como saúde, educação, meio ambiente, infra estrutura e ação social, talvez sem o reconhecimento por ter tido no final do mandato muitos problemas, e o concurso público, sonhado desde 2013, publicado em 2016, duas liminares e agora, não só fizemos como homologamos os resultados, tudo na maior transparência possível, isso é gratificante.

5) Daqui 10, 20 ou 30 anos o que imagina que os catalanos irão dizer sobre sua administração e para finalizar como a vida da muitas voltas e a política é muito dinâmica, o senhor pensa que poderá voltar algum dia a ser novamente prefeito de Catalão?

Mamede, tenho certeza absoluta que minha administração deixará marcas indeléveis em nossa cidade. UPA, Parques Ecológicos, Barragem, UBSs, Programas Sociais, salto extraordinário na Educação e focar nos mais humildes. 

Embora seja obrigação de um homem público, NUNCA ter se envolvido em nenhum escândalo de corrupção e nunca permitir essa pratica.

Se alguém fez JAMAIS teve meu consentimento, a vida segue.

Share Button

Chuva faz estragos e desabriga família em Catalão

Chuva faz estragos e desabriga família em Catalão

Por: Cleber Borges

Muita lama, águas turvas e transbordando, lixo e cascalho espalhado por todos os lados, destruição, risco de rompimento de diques e medo de morte. Guardada as devidas proporções, esse cenário depois da chuva de quinta-feira (29) nas imediações das quatro represas do bairro Monsenhor Souza lembrou o desastre ambiental das barragens da Samarco, ocorrido no ano passado no Vale do Rio Doce, em Minas Gerais e no Espírito Santo.
As represas e uma mata (APP) existente à montante da 1ª delas compõem o Complexo Ecológico Francisco Cassiano, um dos principais pontos turísticos de Catalão.
Como toda tempestade, ela aconteceu num período curto de menos de duas horas. Os estragos aconteceram por toda a cidade, mas, em especial no bairro Monsenhor Sousa. Logo no início, por volta das três da tarde, a ventania derrubou um muro e um portão numa casa e um frondoso Ipê que ficava em frente à outra na Rua Fagundes Varela. Mais tarde, pra liberar o trânsito, os moradores tiveram que cortar a árvore com motosserra.
Em poucos minutos, a água e o entulho que escorreram nas ladeiras das ruas transversais encheram a primeira represa que, num efeito cascata, transbordou para as outras três. O volume da água era tamanho que ultrapassou o talude das barragens e tomou todo o leito da Rua Porto Nacional, uma das vias laterais do Complexo Ecológico.
Ao lado e a menos de dez metros da última represa, justamente na parte mais baixa do vale, seis famílias insistem em manter suas respectivas casas naquela área de risco, apesar de o ex-prefeito Adib Elias ter tentado inúmeras vezes retirá-las quando ele construiu aquele Complexo no seu primeiro mandato.
A água que chega volumosa e com toda força naquele local causa pânico inclusive em que não vive nas imediações. Kênia Pires, uma costureira que mora numa dessas casas há mais de 16 anos disse ter medo, que gostaria de sair dali, mas que dificilmente alguém iria comprar a casa dela.
“Se a prefeitura fizer uma indenização justa, a gente sai”, diz. Vizinhos afirmam, no entanto, que essas seis famílias permanecem no local exatamente por terem supervalorizado seus imóveis quando da construção das represas.
Apesar do impasse, a mesma moradora acredita que Adib Elias é quem irá dar solução para as enchentes. Segundo ela, ele prometeu que, se eleito para o terceiro mandato – como de fato foi – ele iria aumentar a vazão da água entre a quarta represa e o canal que o ex-prefeito Velomar Rios construiu ao lado do estádio Gernevino da Fonseca. Kenia Pires afirma que essa seria a solução, inclusive para interligar a Rua Porto Nacional entre os bairros Monsenhor Sousa e Pio Gomes.
Assoreamento e matagal nas represas: consequência do abandono
Após a tempestade, vários moradores e curiosos ficaram assistindo incautos motoristas tentando enfrentar a correnteza, que arrastava lixo e vários objetos, inclusive móveis e utensílios domésticos como cadeiras, panelas e bacias. Na ladeira da Rua 31 de março, alguns diziam que todo esse estrago ocorreu por falta de manutenção.
“A prefeitura não construiu as caixas de contenção na parte alta do bairro e nem fez a dragagem da areia e do cascalho no leito das represas, como era feito todo ano. Agora, elas estão completamente abandonadas”, disse um morador que não quis se identificar. Havia consenso entre eles que o Complexo Ecológico esteve abandonado nos últimos quatro anos porque o local é conhecido como “Represas do Adib” e que, exatamente pela rivalidade política, o atual prefeito não teria dado atenção ao local.
O estrago da chuva foi grande, mas particularmente na Rua Madre Esperança Garrido. Lá, a água contida no terreno do condomínio popular do bairro Jardim Europa derrubou o muro de uma casa e afetou outras duas. Nelas, a enxurrada entrou e destruiu fogões, geladeiras, sofás, guarda-roupa, tevês, computador, roupas, mantimentos e brinquedos.
Na casa 225, a moradora Raimunda da Silva Alexandria (36) e seus cinco filhos só não morreram afogados porque foram socorridos por uma amiga e uma parente que a visitavam naquele momento. A maioria de seus pertences desceu enxurrada abaixo. Para completar o estado de penúria da vitima, ela ainda está grávida de gêmeos.
Uma equipe de TV e outra do Corpo de Bombeiros estiveram no local. Esta última desconectou a rede elétrica e ajudou a promover parte da limpeza dos imóveis. No final, os militares emitiram o que eles chamam de Registro de Atendimento Integrado, que pode respaldar essas famílias a buscarem ressarcimento dos prejuízos.
Com cinco filhos, esperando outros dois e praticamente sem nenhuma mobília dentro de casa, a dona de casa Raimunda Alexandria não pretende acionar o município ou o condomínio vizinho, mas apenas remontar a humilde casa em que mora para dar o mínimo de conforto aos filhos. Segundo ela, o salário de apenas R$ 1.100 do marido não é suficiente. A maranhense disse que foi bastante ajudada quando chegou à região e que espera continuar contando com a bondade do povo catalano.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, sapatos e atividades ao ar livre
A imagem pode conter: atividades ao ar livre
Nenhum texto alternativo automático disponível.
A imagem pode conter: árvore, céu, planta, sapatos, atividades ao ar livre, água e natureza
Fotos: Cleber Borges

Share Button

Feliz ano novo!

feliz-ano-novo-gifs-fim-de-ano

Share Button

Goiana é uma das dez mais importantes personalidades na ciência em 2017

Amigos e amigas do Blog, hoje quero falar sobre a pesquisadora Drº Celina Turchi, da Fiocruz de Pernambuco, ela foi recentemente eleita uma das dez personalidades do ano na ciência pela importante revista britânica Nature.
O reconhecimento se deu por seu trabalho para o estabelecimento da relação entre o vírus zika e a microcefalia em bebês.

_ufg0446zika

Foto: ASCOM UFG

A importante revista, de renome mundial, disse que Turchi integrou uma rede de epidemiologistas, pediatras, neurologistas e biólogos que levou a resultados “formidáveis”.
Vale lembrar que quando a professora Celina Turchi e seus colegas começaram suas pesquisas, o conhecimento sobre o zika vírus era extremamente limitado.
Agora prestem atenção leitores, ela é goiana, graduada em Medicina pela Universidade Federal da Goiás (UFG), onde foi professora até se aposentar, possui mestrado em epidemiologia pela London School, da Inglaterra e doutorado pelo Departamento de Medicina Preventiva da USP.
Pesquisadora e Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq, atua como Pesquisadora no Centro de Pesquisa Aggeu Magalhães – da Universidade Federal de Pernambuco Fiocruz (PE). Também tem varias passagens por universidades como a Oxford e London Scholl.
Sobre o reconhecimento ela disse:

“Nem em meu maior pesadelo como epidemiologista eu havia imaginado uma epidemia de microcefalia neonatal”, disse Celina à Nature. “Quando começamos, não havia nenhum livro a seguir”.

Em relação a integrar a lista das 10 personalidades do ano da Nature, Celina encara como um reconhecimento do trabalho de um grupo e não apenas dela.

“Estou grata e entendo que esse foi o reconhecimento de um trabalho coletivo, não só de nós pesquisadores, mas por todos profissionais de saúde envolvidos. Foi fruto também da oportunidade de poder contar com grupos experientes e qualificados de laboratório, clínica, neurologia e com apoio da instituição”, declarou Celina.

“Os cientistas da lista de 2016 da Nature são um grupo diverso, mas todos eles desempenharam papéis importantes em grandes eventos científicos neste ano, com o potencial de levar a mudanças em escala global”, disse Richard Monastersky, um dos editores da Nature.
Pois bem, Celina Turqui é mais um exemplo da importância de investimentos públicos nas universidades públicas e como elas produzem conhecimento importantes para o nosso povo, nesse caso, deve –se a ela e a seu grupo de professores cientistas importante descobrimento da relação entre o vírus Zika e a microcefalia que infelizmente vitimou centenas de bebês em nosso país.
Pense nisso,
De Catalão, em Goiás, professor Mamede Leão.

Share Button

Prefeito Jardel Sebba homologa resultado final e certame é concluído

Concurso Público: Prefeito homologa resultado final e certame é concluído

Gente boa do Blog, o prefeito de Catalão, Jardel Sebba, assinou no final da tarde desta terça-feira, 27, a homologação final do concurso da prefeitura edital 001/2016 para os cargos de nível superior. O resultado para nível fundamental e médio já havia sido homologado. Com esta iniciativa, a gestão concluiu todas as fases do certame, conforme previsto em edital.
A Prefeitura de Catalão seguiu todas as regras preconizadas e a divulgação se deu de forma ampla e transparente, com publicações no site do Instituto
Qualicon (www.iq.org.br), no Portal da Prefeitura, na imprensa oficial e em jornais de grande circulação do Estado. Todo processo será remetido ao Tribunal de Contas dos Municípios para apreciação e registro.
O edital inicial do concurso é de 8 de janeiro de 2016, mas, segundo Jardel Sebba, os primeiros levantamentos e ações remontam ao início de 2015.
As provas deveriam ter sido feitas em abril deste ano, porém, por força de entraves jurídicos só puderam ser realizadas em novembro, com autorização do Superior Tribunal de Justiça (STJ). As vagas a serem preenchidas são para cargos diversos como professor, merendeira, assistente social, psicólogo, procurador do município entre outros.
Notícia publicada originalmente no site da Prefeitura Municipal de Catalão
Share Button

Convidando para a posse…

15741137_1014501905322630_7027432590544634062_n

Share Button

Convidando para a posse…

15747679_1390811050953897_6965908445884753853_n

Share Button