Em Pires do Rio, Marconi anuncia criação de terceiro curso de Direito no interior em dois dias

Governador Marconi Perillo em solenidade em Pires do Rio. Foto Humberto SilvaGovernador Marconi Perillo em solenidade em Pires do Rio. Foto Humberto Silva

O governador Marconi Perillo anunciou em Pires do Rio, na noite desta terça-feira, dia 12, a criação do terceiro curso de Direito em unidades da Universidade Estadual de Goiás (UEG) no interior em dois dias. No início da semana, o curso chegou a Palmeiras de Goiás e nesta terça-feira, além de Pires do Rio, foi anunciada também em Morrinhos. Marconi implantou o curso de Medicina na UEG de Itumbiara.

Marconi cumprimentou a direção, os professores e demais servidores do campus por mais esta conquista e garantiu que a UEG estará destinada a ser cada dia maior, com mais cursos e novos campus. “A UEG é um espaço de transformação criado para todos os goianos”, afirmou.

O governador reportou a 1983 o seu desejo e luta para que a cidade tivesse um curso universitário. Naquela época, ainda um liderança partidária jovem, uniu-se a políticos tradicionais na luta por uma universidade para a cidade. “Quis o destino que coubesse a mim, quase 20 anos depois, unir o curso que ajudamos a trazer para Pires do Rio à UEG que criamos no início do meu primeiro governo”, recordou.

Dizendo-se feliz com os rumos que a universidade tomou nos 18 anos de sua criação, Marconi destacou a sua função social de combater as desigualdades regionais, promover o desenvolvimento e a melhoria da educação básica. “Na época, apenas 27% dos professores do ensino fundamental tinham curso superior. Coube a UEG dar-lhes formação. Ela também deu luz aos que não sabiam escrever, através do programa Vagalume de combate ao analfabetismo que também nasceu de uma iniciativa de nosso governo”, lembrou.

Marconi garantiu que a UEG tem a possibilidade de garantir o seu bom funcionamento “porque lá atrás tivemos a visão de vincular, no Orçamento Geral do Estado, recursos para custear a universidade”. “O governo está obrigado a gastar todos os anos os recursos que garantem a continuidade dos cursos e a manutenção das unidades”, disse.

O reitor da UEG, Haroldo Reimer, disse que o governador Marconi Perillo “tem mantido olhar zeloso” para instituição e que por isso ela tem transformado e induzido o desenvolvimento do Estado. “A UEG nasceu grande e com uma demanda, uma marca própria: a formação de professores, e hoje tem o maior número de cursos de licenciatura para formação de professores do Brasil”, disse Reimer.

Ao reiterar a qualidade do ensino da universidade, o reitor disse que diversas escolas que tiveram os melhores desempenhos no Ideb têm professores formados na universidade. Citou que, em Campos Belos, na região Nordeste de Goiás, a escola que teve o maior Ideb do Estado tem 100% dos professores formados na UEG. “A UEG tem trabalho transformador e indutor de desenvolvimento do Estado”, disse Haroldo Reimer.

Um outro dado apresentado pelo reitor e que atesta o excelente nível do ensino ofertado pela UEG diz respeito ao curso de medicina veterinária do campus de São Luis de Montes Belos. Segundo Haroldo Reimer, o primeiro vestibular apresentou uma concorrência de 57 candidatos por vaga, “a maior entre todas as universidades brasileiras para curso similar”.

O reitor fez questão de atribuir a determinação do governador Marconi Perillo grande parte do sucesso alcançado pela UEG nesses 18 anos de atividade. Ressaltou que a universidade está mantendo todos os programas em andamento.

“Isso não acontece com passe de mágica. Mas, quando se tem um gestor no executivo que entende que a educação é ferramenta importante para a transformação da sociedade, com ouvidos atentos e disposto a fazer dentro de suas possibilidades, as coisas acontecem mais facilmente”.

ASCOM – Gabinete de Imprensa da Governadoria

Share Button