Frase do Dia…

Destacado

“Essa denúncia é gravíssima, caso de justiça, de polícia “.

Giovani Cortopassi candidato a deputado estadual em relação a divulgação do vídeo que envolve o vice-prefeito

Share Button

Vídeo Post – Mamede comenta sobre os Black Blocs

Destacado

Video_post

Filmado em aparelho celular sansung android 2.2, provavelmente falsificado do Paraguai.

Share Button

Obras de duplicação da BR-050 chegam ao perímetro urbano de Catalão

BR_050

Os motoristas que trafegam pela BR-050, em todo o perímetro urbano da cidade de Catalão, devem redobrar a atenção, já que estão sendo realizadas obras de duplicação da via. A recomendação é que o motorista esteja alerta aos locais de obras, que deixam o trânsito lento e complicado, principalmente em horários de pico.
De acordo com a MGO Rodovias, concessionária responsável por empregar todas as ações de melhoria na rodovia, a primeira fase da obra no município engloba mobilização de funcionários e equipamentos, preparação do terreno, levantamento topográfico, demarcações e terraplanagem; o que já está acontecendo. Ela informa ainda que a duplicação será feita em etapas e por abrangência, sendo que os trabalhos acontecerão em um trecho de cada vez, e ainda, primeiro de um lado da pista e depois do outro.
Para os motoristas que tiverem preferência por não acessar a rodovia, a sugestão é que opte por caminhos alternativos. Neste momento, o trecho indicado é seguir pela GO-330 até Pires do Rio, e depois por outros rotas até Brasília, por exemplo. O mesmo deve ser feito no caminho inverso. 
A previsão do término da duplicação é de cinco anos após a assinatura a contar a partir da assinatura do contrato com o Ministério dos Transportes, o que aconteceu no início de 2010.
 
Por: Gustavo Vieira
Share Button

Em carácter educativo Áreas Azul e Verde estão em operação

2014-09-01 13.59.34

No início da tarde desta segunda-feira (01/9) o prefeito Jardel Sebba (PSDB) convidou a imprensa catalana para anunciar que o estacionamento rotativo pago (Áreas Azul e Verde) começa a funcionar em carácter educativo a partir daquele dia. Secretários municipais, vereadores e empresários estiveram no encontro.

Nada de muito novo foi apresentado na solenidade, tendo em vista que o projeto foi apresentado e discutido com toda a população. Jardel reforçou que  a tecnologia a ser explorada para monitorar as vagas de estacionamento é o que de mais moderno existe no mundo, e Catalão seria com isso a primeira cidade do interior da Brasil a dispor desse mecanismo.
Essa mesma tese defende o diretor de tecnologia da Explora Parking, Bruno Tavares Rodrigues. Esta empresa foi licitada para aplicar e gerir o sistema na cidade e garante Bruno, os equipamentos são ultramodernos e não poluentes. “Todos os equipamentos e dispositivos (sensores nas ruas e calçadas, Tags e aparelhos de monitoramento e venda de créditos, entre outros) são alimentados por energia solar. Além disso, temos os monitores nas ruas para tirar todas as duvidas e ainda realizar o venda de nossos serviços”,explicou.
Bruno detalhou que qualquer veículo estacionado nas 2.184 vagas (1.694 para carros e 490 para motos) são automaticamente sensoreados e a cobrança começa a ser registrada após 10 minutos de ocupação do espaço, ou seja, os minutos iniciais são gratuitos. Ainda observado por ele que o monitoramento das vagas também pode ser feito pelos clientes, que do smartphone ou tablet podem saber qual lugar está disponível e ainda agendar uma vaga. “O motorista poderá de casa, via aplicativo de celular (Android, Apple, Blackberry, OS e etc.) verificar se existem vagas disponíveis no trânsito, além de comprar e saber quantos créditos ele tem. Isso trará mais conforto e comodidade aos condutores enquanto o fluxo de veículos é reduzido”.
Por enquanto, de acordo com o que foi esclarecido na reunião, a tarifação dos serviços só serão realizados a partir do dia 14 de outubro e parte da arrecadação da empresa, cerca de 16% do total, deverá ser repassado ao município. Segundo os gestores da Explora Parkink já foram investidos mais de R$ 4 milhões no projeto e o contrato de concessão é de dez anos.
Muito acima do que é praticado em Goiânia, por exemplo, onde o preço cobrado na Área Azul é de R$ 0,90 por um período de duas horas, em Catalão, o condutor irá desembolsar R$ 2,25 por apenas uma hora. Os motociclistas apenas R$ 1,50. “Eles não poderão exceder o tempo de duas horas no mesmo local. O usuário terá que adquirir nos locais de vendas a Tag, para posteriormente recarregá-lo como um celular. O aparelho deve ser fixado no para-brisa do veículo, para que o sensor instalado para monitorar as vagas realize a contagem do tempo de uso. O sistema é todo automático e seguro e o condutor poderá adquirir créditos sempre que achar necessário. No caso das motos os monitores, cinquenta ao todo, ficam responsáveis por esse gerenciamento”, explicou Bruno.
2014-09-01 14.55.06
Ele contou também que o uso do dispositivo permitirá a cobrança proporcional do tempo estacionado. Sem ele, a compra avulsa de créditos será também disponibilizada, mas sem o benefício do acúmulo de saldo e um fiscal irá monitorar cada usufrutuário.
A Explora Parking também vai gerenciar alguns pontos fora ou não muito distantes da parte Central da cidade. Essa modalidade conhecida como Área Verde tem os mesmos mecanismos de cobrança e regras do primeiro, mas utilizará a tarifa de R$ 1,50 por até quatro horas nas vagas. Para as motos será ainda mais barato.
Os portadores de necessidades especiais e idosos continuam tendo seus direitos assegurados por lei, mas terão que utilizar estacionamentos e Tags exclusivos. Os equipamentos são capazes de detectar qualquer irregularidade no uso dos locais restritos, e aos motociclistas e quem não mora na cidade é recomendada somente a compra avulsa de créditos por não ser a melhor opção o uso das Tags.
 
Por: Gustavo Vieira
Share Button

Destaques de alguns dos maiores jornais brasileiros – 02/09/2014

11517_10151885226483221_982742444_n

O Globo
Manchete: venda de carros cai 17% apesar de estímulo a crédito
 
Pesquisa do BC reduziu ainda mais a previsão do PI B para este ano, com crescimento de só 0,52%
 
Com a economia fraca, as vendas de automóveis caíram 17,2% em agosto, apesar das medidas do governo para estimular o crédito ao setor. Foram vendidos 272.500 veículos, segundo dados preliminares da indústria. Após o IBGE ter informado, semana passada, que o PIB recuou por dois trimestres seguidos, o mercado já estima que o país vá crescer só 0,52% este ano, segundo pesquisa do BC. Antes, a previsão era de 0,7%.
 
Dilma e Marina monopolizam debate
 
Após confronto , petista defende criminalização da homofobia, e coordenador do núcleo LGBT do PSB deixa posto
 
Após pesquisa Datafolha mostrar empate entre a presidente Dilma e Marina Silva, o segundo debate entre candidatos à Presidência, ontem, foi marcado pelo duelo entre as adversárias do PT e do PSB. A estratégia das duas foi escolher a outra como alvo. Aécio Neves (PSDB), contrariando expectativas de que aumentar ia os ataques a Marina, não teve chance de fazer perguntas para a ex-senadora e concentrou suas críticas na gestão de Dilma. A economia foi o tema mais abordado, com a presidente sendo atacada pela queda do PIB e pelo aumento da inflação. Marina foi cobrada pela petista para explicar de onde tiraria recursos para cumprir suas promessas. Depois do recuo de Marina sobre a criminalização da homofobia, Dilma defendeu a proposta, ao fim do debate. E o coordenador do núcleo LGBT da campanha do PSB, Luciano de Freitas, deixou o posto após a candidata rever seu programa de governo no capítulo sobre direitos dos gays.
 
Agripino fala em apoio a Marina e irrita PSDB
 
Líderes do PSDB criticaram ontem a declaração de Agripino Maia (DEM), coordenador de campanha de Aécio, de que o tucano apoiaria Marina num eventual segundo turno. 
 
Ficha Limpa barra Maluf, que recorre
 
O TRE de SP indeferiu a candidatura à re eleição do deputado federal Paulo Maluf (PP) com base na Lei da Ficha Limpa. Mas ele vai recorrer e continua candidato.
————————————————————————————
Diário da Manhã
 
Manchete: Imprudência judicial
 
A Polícia Militar apreendeu na manhã de ontem dois homens suspeitos de praticar outros crimes no final de semana. Um deles, Carlos Eduardo Sundfeld Nunes, de alta periculosidade, é o assassino confesso do cartunista Glauco Villas Boas e do filho dele, Raoni Villas Boas, durante um surto psicótico em 2010. O outro preso é Ricardo Pimenta de Andrade Júnior.
 
Agora quero ser pai
 
Homens que fazem cirurgia para não terem mais filhos mostram uma desistência em 10% dos casos, procurando reverter o processo.
 
Homicídios caem 14% em Goiás
 
Taxa é a menor de julho, desde 2011; recuo foi de 7,1%, em Goiânia, 6,3% na Região Metropolitana, 38,4%, no Entorno do DF e, 68,7%, em Anápolis.
———————————————————————————–
Zero Hora
 
Manchete: Supersafra Ano III
 
Com previsão de tempo favorável e estimativas de investimento de produtores, Estado deve registrar a terceira colheita abundante de grãos na próxima safra de verão. Se confirmadas as projeções, devem ingressar na economia R$ 2 bilhões extras em 2015.
 
Candidatas se enfrentam na TV
 
Confronto em debate mostra polarização, com Aécio em segundo plano.
 
150 crianças sem chance de adoção
 
Fora do cadastro nacional, elas não podem ser encaminhadas a famílias. 
 
Um ano depois, sobram lugares
 
Aeromóvel ainda opera com metade da capacidade no aeroporto da Capital.
 
Abrigos podem sofrer interdição
 
Inspeção do MP aponta problemas na maioria das casas que acolhem crianças.
————————————————————————————
Brasil Econômico
 
Manchete: economia fraca afeta a dívida, mas ajuda a balança comercial
 
A relação da dívida pública com o PIB chegou a 35,06% e corre o risco de ficar cada vez mais distante da meta de 33,6% prevista para este ano. Com o enfraquecimento da economia, o governo tem mais dificuldade de fazer superávit primário para arcar com os juros. Em contrapartida, o saldo da balança pode melhorar com a queda das importações também pela estagnação econômica. Em agosto, a conta do comércio saiu do vermelho.
 
Inepar deve R$ 400 mi ao BNDES
 
O banco estatal é um dos principais credores da empresa, que deu entrada ontem no pedido de recuperação judicial. Há seis meses, o grupo anunciara uma reestruturação para lidar com a crise, iniciada na virada da década.
 
Marina e Dilma se enfrentam
 
As candidatas do PSB e do PT à eleição presidencial tomaram conta do debate no SBT ontem. Dilma cobrou de Marina de onde sairiam as verbas para cumprir o programa de governo. Já Marina acusou a petista de atribuir os problemas econômicos do país à crise internacional. 
 
A difícil conciliação do oficial com o eleitoral 
 
Programação da presidenta fica esvaziada pela necessidade de fazer campanha à reeleição. Especialistas defendem mudança na lei para evitar prejuízos à gestão do país.
 
Índice ainda pede ajuste
 
Para analistas, mudança da metodologia do Ibovespa é positiva, mas ainda está longe de refletir a economia real.
————————————————————————————
O Popular
 
Manchete: candidatos atacam regiões onde ainda podem crescer
 
Candidatos atacam regiões onde ainda podem crescer.
 
“Acordo da Celg é pior que anterior”Primeiro entrevistado da série de sabatinas com os candidatos ao governo estadual, o ex-prefeito de Anápolis Antônio Gomide (PT) afirmou em entrevista ao POPULAR que o governador Marconi Perillo (PSDB), candidato à reeleição, perdeu a “credibilidade” para resolver os problemas…
Celg espera assinar hoje empréstimo de R$ 1,9 bi.
 
Gaz de cozinha 
 
Alta revolta consumidores em Goiânia.
—————————————————————————
Folha de S. Paulo
 
Manchete: governo reage a Marina e apoiará lei pró-igrejas
 
Planalto prepara ações para tentar frear o avanço da ex-senadora nas pesquisas
 
O governo prepara medidas para tentar conter o avanço de Marina Silva (PSB), que empatou com a presidente Dilma (PT) na mais recente pesquisa Datafolha. As ações oficiais envolvem atender demanda de igrejas evangélicas e aproximação com empresariado. O Planalto planeja acelerar tramitação da Lei Geral das Religiões. O projeto de 2009, parado há mais de um ano no Senado, dá benefícios a entidades religiosas, entre eles tributários, hoje exclusivos da Igreja Católica. O texto é uma bandeira evangélica no Congresso. O PT quer que o ex-presidente Lula, o ex-ministro Paulo Bernardes e o ex-chefe da Casa Civil Antonio Palocci mostrem ao empresariado que um Banco Central independente evitará que recursos públicos sirvam para estimular a economia e elevará o risco de desemprego.
 
Dilma e Marina polarizam debate presidencial
 
Com a liderança ameaçada nas pesquisas, a presidente Dilma Rousseff (PT) abandonou a defensiva e partiu para o ataque contra a candidata do PSB, Marina Silva. A petista, que polarizou com a ex-senadora o debate feito por Folha, UOL, SBT e Jovem Pan, disse que não dá para governar só com boa intenção e sem apoio político. “Não basta dizer que vai fazer uma lista de coisas, sem dizer de onde vem o dinheiro”, disse, ao tentar explorar a suposta fragilidade gerencial da adversária. Empatada com Dilma no Datafolha, marina respondeu que hoje há “desperdício de recursos públicos” e condenou os gastos elevados com juros da dívida pública.
 
Venda de veículos cai 7,4% em agosto e frustra expectativa
 
Os emplacamentos de carros de passeio e comerciais leves caíram 7,4% em agosto sobre o mês anterior, segundo a Fenabrave ( associação de distribuidoras de veículos). O resultado frustrou a expectativa do setor, que esperava uma recuperação das vendas após o fim da Copa do Mundo. 
 
Airbus critica TAM por gastos ‘excessivos’ com funerais de 2007
 
A Airbus chamou de “excessos” despesas da TAM com funerais das vítimas do acidente de 2007. Em ação a que a Folha teve acesso, a fabricante que se recusa a pagar parte da conta, criticou gastos com flores, bandeiras de time, serviço de bufê nos velórios e passagens aéreas para parentes. Um bilhete SP-Porto velho custou R$ 16.269. A TAM não comentou.
 
Candidatura de Maluf é vetada pela Justiça Eleitoral de SP
 
O Tribunal Regional Eleitoral barrou a candidatura de Paulo Maluf (PP) a deputado federal, com base na Lei da Ficha Limpa. Maluf se tornou inelegível por ser condenado por improbidade administrativa, em caso de superfaturamento nas obras do túnel Ayrton Senna, quando ele era prefeito de São Paulo. Maluf nega as acusações, recorrerá da decisão e seguirá em campanha. 
 
Caixa dá 35% de desconto em imóveis interditados no litoral. 
 
Em resposta à Rússia, Otan cria reforço militar no Leste Europeu.
————————————————————————————
Por: Gustavo Vieira
Share Button

Em debate, Dilma afirma que Marina só tem frases de efeito e genéricas

 

O segundo debate entre os candidatos à Presidência da República na TV ocorreu nesta segunda-feira (1º) no SBT, promovido em conjunto com o jornal Folha de S. Paulo, o sitio de internet Uol e a rádio Jovem Pan. Mediado pelo apresentador Carlos Nascimento, o encontro contou com a participação de sete dos dez candidatos à Presidência.

O confronto principal refletiu o reordenamento das últimas pesquisas eleitorais e foi protagonizado pela candidata à reeleição Dilma Rousseff e a candidata do PSB, Marina Silva. Aécio Neves, candidato do PSDB, ficou em segundo plano.

No início do debate, ao ser questionada por um jornalista sobre a economia, Dilma foi enfática. “Eu considero que a queda na atividade econômica que nós estamos vivenciando é momentânea. Menos dias úteis e prolongamento da crise econômica internacional têm um grande impacto. O mercado consumidor aumenta por conta do emprego e por conta do aumento de salários. A inflação hoje está próxima de zero. E ao mesmo tempo o crédito está sendo ampliado.”

Dilma comentou a opinião da candidata Marina sobre o mesmo tema. “Eu acho, candidata Marina, que é preciso reconhecer os erros e limitações, até porque um diagnóstico errado vai levar a um caminho errado. Propor como forma de solucionar a questão econômica no Brasil a autonomia do Banco Central só levará a maior dificuldade na regulação do sistema financeiro, o que, aliás, foi um dos pontos centrais quando houve a crise do mercado internacional.” Esta afirmação da presidenta Dilma deixou claro para os telespectadores que a proposta de independência do Banco Central demonstra que Marina Silva é a candidata dos banqueiros.

Dilma perguntou a Marina sobre sua atitude de desdém para com o pré-sal como fonte de recursos para o país. A presidenta questionou Marina sobre quais seriam as fontes de recursos da candidata para pôr em prática seu plano de governo. “O programa de seu governo tem 242 páginas e apenas uma linha para o pré-sal, e a senhora disse que o petróleo do pré-sal é uma aposta estratégica errada. Candidata, por que esse desprezo por uma riqueza tão importante para o Brasil, para a saúde, para a educação dos brasileiros e tão invejada no mundo?”, questionou Dilma.

Dilma defendeu também o que deu certo em seu governo. “Nós tiramos 36 milhões de pessoas da pobreza e elevamos 42 milhões de pessoas à classe média. Muitas coisas nós ainda vamos ter de continuar fazendo. Agora, eu quero dizer que há uma contradição entre querer uma política macroeconômica atrelada a interesses e uma forma de visão que é para desempregar, para arrochar, para aumentar preço de tarifa e para aumentar impostos. E ao mesmo tempo defender políticas sociais. Não cabe, não cabe”, retrucou, desmascarando a candidata Marina quando essa afirma que vai conciliar políticas macroeconômicas neoliberais com política sociais.

Em outro momento do debate, Dilma continuou a questionar Marina. A presidenta disse que é um risco não se comprometer com nada. “Ter só frases de efeito e frases genéricas.” E continuou: “O que ocorre quando se é presidente da República é que se tem de explicar como vai ser feito”, criticou.

Ao responder a Aécio Neves sobre investimentos em mobilidade urbana, Dilma Rousseff disse que o candidato tucano tem memória fraca. “A sua memória é tão fraca que no caso do transporte público o senhor esquece que nós temos parceria com o governo do estado de Minas em todas as grandes obras de mobilidade urbana que existem lá.”

Apesar de tentar se esconder em formulações genéricas, Marina acabou confessando que seguirá o plano de governo tal como nos tempos neoliberais de Fernando Henrique Cardoso, mas não deixou claro em quais aspectos. “Eu tenho dito que vamos manter sim as conquistas da política econômica do governo do Fernando Henrique.”

Nas conclusões finais, Dilma explicou que defende as realizações de seu governo, mas não está completamente satisfeita. “Sei que podemos fazer mais. Quero preparar o Brasil para um novo ciclo de crescimento. Fui eleita para garantir saúde, educação e segurança. Mais do que nunca eu acredito nos brasileiros”, encerrou.

 

Portal Vermelho

Share Button

RUMOR RONDA AÉCIO, QUE NEGA DESISTÊNCIA

aeciomarina

Ofuscado pelo debate polarizado entre a presidente Dilma Rousseff e a candidata do PSB, Marina Silva, no SBT, e pelo rápido crescimento da ex-senadora nas pesquisas, o tucano Aécio Neves estaria cogitando renunciar. É o que afirma o colunista do Valor Raymundo Costa.

Segundo ele, em áreas afins de sua campanha e do próprio PSDB, esta saída é vista como a melhor maneira de despachar o PT já no primeiro turno, sem correr o risco de uma eventual virada no segundo turno.

“Mal na disputa presidencial, Aécio também enfrenta problemas em Minas, onde seu candidato ao governo do Estado, Pimenta da Veiga, está comendo poeira no rastro de Fernando Pimentel, o único petista a liderar a corrida para o governo do Estado, nos quatro maiores colégios eleitorais”, acrescenta (leiaaqui).

No entanto, o rumor foi descartado pela campanha do tucano. Procurado pelo InfoMoney, o assessor direto de Aécio disse isso não teria o menor cabimento e que essa ideia nunca foi colocada em discussão, que o candidato estaria firme na campanha.

Brasil 247

Share Button

Mundo relembra 75 anos da 2ª Guerra Mundial

Há setenta e cinco anos, em 1º de setembro de 1939, eclodiu na Europa a 2ª Guerra Mundial, um conflito que dizimou mais de 60 milhões de pessoas e envolveu dezenas de países de todo o mundo.

 

Arquivo histórico

Soldado soviético coloca a bandeira da URSS no topo da sede do Reichstag, em Berlim, após vitória contra os nazistas.Soldado soviético coloca a bandeira da URSS no topo da sede do Reichstag, em Berlim, após vitória contra os nazistas.

Se a 1ª Guerra Mundial foi considerada na época uma “surpresa” para a grande maioria dos europeus, não se pode dizer o mesmo da 2ª Guerra. Ao longo de toda a década de 1930, na Europa e na Ásia, estavam ocorrendo conflitos, e seu vetor global era bastante claro.

No entanto, como se viu, não era claro para todos. Os líderes do Reino Unido e França, em vez de se contraporem realmente ao agressor ganhando força, que era a Alemanha de Hitler, optaram por seguir o curso de seu “apaziguamento”. Foi justamente por culpa desses países que no final da década de 1930 foi perdida a última chance real de estabelecer uma coalizão preventiva anti-hitleriana.

Em vez de cortar pela raiz o fortalecimento do poder militar e político alemão, as potências ocidentais de então deram a Hitler a Áustria, os Sudetos, e depois o resto da Tchecoslováquia, fecharam os olhos ao surgimento de campos de concentração no país e ao antissemitismo.

A ativista Socorro Gomes, presidenta do Conselho Mundial da Paz, afirma em declarações ao Portal Vermelho que “a invasão da Polônia pela Alemanha em 1939 é apontada como o evento que fez eclodir o conflito mais fatal da história da humanidade, a 2ª Guerra Mundial, causando a devastação disseminada e a morte de mais de 60 milhões de pessoas, o que equivalia a mais de 2,5% da população global”.

Segundo ela, “o nazismo e o fascismo avançaram na guerra contra os povos, que envolveu diretamente mais de 30 países. A grande maioria dos mortos era de civis inocentes e episódios horrendos como o holocausto de judeus, eslavos, negros, ciganos e outros povos nunca podem ser esquecidos”, relembra Socorro.

O auge da preparação da 2ª Guerra Mundial acontece no período que se segue à grande crise de 1929, como uma reação das elites. Alguns estudiosos opinam tratar-se de uma continuidade da primeira grande guerra, intensificada deliberadamente por essas elites políticas e econômicas que buscavam uma saída da crise à custa dos povos. Todas as grandes potências envolveram-se diretamente na guerra, marcada por bombardeios deliberados a regiões povoadas e locais estratégicos, principalmente de indústria.

Vários conceitos foram revistos com base na brutalidade imposta aos civis, para a formulação de princípios do Direito Internacional Humanitário. Além disso, os Estados Unidos inauguraram a bomba nuclear, despejando toneladas de urânio e plutônio sobre as cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki, causando o genocídio de mais de 200 mil japoneses quase instantaneamente e deixando ainda efeitos duradouros.

“Episódios e métodos brutais foram acompanhados de articulações políticas com agendas imperialistas que levaram inúmeros movimentos sociais a reagir, unindo-se, em todo o mundo, em prol da luta pela paz, contra a dominação, em torno da solidariedade internacional. As marcas históricas de uma das maiores tragédias da humanidade devem ser recordadas para fortalecer a luta global contra o imperialismo e em defesa dos povos”, encerra Socorro.

 

Portal Vermelho

Share Button

Hoje na História…

hoje

31 A.C.
César Augusto, nomeado cônsul de Roma para combater Marco Antônio e Cleópatra, vence a batalha naval de Accio.
1666
Começa o grande incêndio de Londres, que destruiu quatro quintos da cidade.
1945
Militares e representantes do governo japonês asssinam a rendição incondicional do Japão no encouraçado USS Missouri, pondo fim oficialmente à segunda guerra mundial.
1954
A UNESCO calcula que de 45% a 55% da população mundial, com idade acima de dez anos, era analfabeta.
1970
Inaugurada a barragem de Passo do Real, no Rio Grande do Sul, que alimentará quatro hidrelétricas, com capacidade superior a um milhão de quilowatts.
1975
A rodovia Rio-Santos inicia o tráfego nos primeiros 320 km, ligando o Rio de Janeiro a Ubatuba.
1980
O centro histórico da cidade de Ouro Preto é tombado pela UNESCO.
1986
Três balonistas holandeses completam a travessia do Atlântico norte, no balão Viking Holandês, em 51h14min.
1990
Entra em vigor a Convenção sobre os Direitos da Criança, adotada pela Assembleia Geral da ONU em 20 de novembro de 1989.
1992
Um maremoto com ondas de até vinte metros arrasa 106 cidades da Nicarágua.
2004
Entra em vigor lei do véu na França. Esta lei proibe o uso ostensivo de símbolos religiosos nas escolas francesas. Segundo dados oficiais, das 240 alunas que estavam com o véu islâmico, 170 aceitaram retirá-lo antes de entrar na escola.
Share Button