Primeira baixa tucana: Bruno Araújo decide deixar o governo Temer

Beto Barata/PR

 

Rachado, o pedido de demissão de Bruno reforça a divisão interna dos tucanos entre uma ala que defende a permanência no governo e outra que quer desembarcar da gestão peemedebista.

O ministro participou de cerimônia no Palácio do Planalto de lançamento do Cartão Reforma. Fez elogios à administração e em seguida colocou a carta de exoneração na mesa.

Deputado federal por Pernambuco, Bruno Araújo chegou a pedir a sua saída do governo quando veio a público trechos das delações dos empresários Joesley Batista e Wesley Batista que comprometiam Temer. Sua saída foi resultado da pressão da bancada de deputados tucana que se rebelou contra a cúpula da legenda, que defendia a permanência no governo.

Bruno Araújo assumiu o ministério em maio de 2016

Do Portal Vermelho

Share Button