Período eleitoral é também tempo de poluição

Poluicao sonora

Desde o início deste mês de julho os candidatos às eleições deste ano estão em busca dos votos do eleitorado. Nessa corrida, como de costume nessa país, utilizam várias ferramentas para massificar seus nomes, dentre eles, amplificadores, carros de som, alto falantes e material impresso. Mas é importante que os partidos e políticos fiquem atentos à legislação ambiental. O som utilizado não pode ultrapassar os decibéis permitidos em lei.
De acordo com a lei, a utilização desses equipamentos pode ser feita das 8h às 22h, sendo vedada a instalação em área inferior a 200 metros das sedes dos Poderes Executivo e Legislativo da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, das sedes dos Tribunais Judiciais, e dos quartéis e outros estabelecimentos militares; hospitais e casas de saúde; das escolas, bibliotecas públicas, igrejas e teatros, quando em funcionamento.
A apelação sonora, que nunca foi controlada com muito afinco em Catalão, agora está incomodando os encontros, reuniões e cultos em algumas igrejas da cidade. Membros ligados a algumas delas relatam que os veículos estão abusando dos horários e transitando em alto volume em frente a esses locais.
Também estudantes e professores de algumas escolas alegaram à reportagem que durante o expediente letivo os carros de publicidade passam por perto com som muito alto; o que atrapalha a rotina escolar. Pacientes do principal hospital público da cidade também se queixaram do mesmo problema.
Vale lembrar que com as mudanças na legislação eleitoral a circulação de carros de som durante a campanha terá que observar o limite de 80 decibéis, com sete metros de distância do veículo. Outro problema são os famosos santinhos que produzidos em quantidade astronômica durante o período eleitoral, tem como destino final as ruas e avenidas da cidade e a imagem que resulta disso é sempre de uma sujeira ignóbil.
A população esperava que estas regras sejam fiscalizadas e que os candidatos e cabos eleitorais tenham “bom senso” para o cumprimento da lei.
 
Por: Gustavo Vieira/Imagem: ilustrativa
Share Button

Funcionários da Corpus paralisaram atividades na manhã de hoje

Leandro Borges, presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil e do Mobiliário de Catalão e da Região (SINTRACOM).

2014-08-29 11.32.01

Share Button

Alô Pires do Rio…

566019

O deputado estadual Lincoln Tejota (PSD) estará em Pires do Rio na noite de hoje. Ele se reunirá com lideranças políticas na cidade para debater propostas no município. Será as 19 horas no Clube Parque das Águas.

O deputado federal Heuler Cruvinel (PSD) também estará junto debatendo com os eleitores.

Share Button

SAE adquire bomba para garantir o abastecimento de água

Motor SAE

Devido a estiagem e a possibilidade de não conseguir levar água para todos os bairros da cidade, a Prefeitura de Catalão, por meio da Superintendência Municipal de Água e Esgoto (SAE), adquiriu no dia 27 de agosto uma nova bomba para minimizar os transtornos decorrentes da falta de chuvas.

A estratégia do governo municipal é captar a água do Ribeirão Pari para o abastecimento do sistema, que é alimentado pelo Ribeirão Samambaia. A previsão para o ideal funcionamento era de dois após a aquisição e instalação do equipamento o que, segundo os gestores municipais, deve garantir que todos os endereços da cidade tenham água. 
A medida veio em boa hora e isso deve levar certa tranquilidade a população que tem alegado falta de água em suas residências e até em prédios públicos, como escolas, por exemplo. Essa dura realidade dificultou a rotina da Creche São Francisco, no bairro Nossa Senhora de Fátima. 
De acordo com uma funcionária que preferimos preservar sua identidade a unidade escolar ficou sem água nos dias 25,26 e 27/8, sendo necessário que os alunos fossem dispensados e até que não houvessem aulas no período. A servidora garantiu a reportagem que no momento a situação está normalizada e que as aulas ocorrem normalmente.
 
Por: Gustavo Vieira/Foto: reprodução
Share Button

Frase do Dia…

“A política de centro-direita dançou, agora é Dilma ou Marina, qualquer uma das duas me satisfaz”.

Antero Horácio Baloia dos Santos – presidente do PCdoB de Catalão

Share Button

Ficando cada dia mais forte…

Gente boa do Blog, podem tentar desqualificar de muitas formas a candidata a presidente Marina Silva (Rede) ela apresenta  mesmo algumas contradições,  mas uma coisa é certa, ela já atropelou o candidato do PSDB, Aécio Neves e caminha para chegar nos calcanhares da companheira guerrilheira Dilma Roussef (PT).

marina-silva-eduardo-campos1

Se nas eleições de quatro anos atrás ela obteve mais de 18 milhões de votos, não poderia ser diferente agora, ainda mais com uma morte no meio do caminho, uma mídia e uma burguesia sedenta para tirar a comandante e seus pupilos do poder e a comoção comum nesses momentos de tristeza.

Marina tem história de sobrevivente de guerra, das guerras que o sistema  capitalista trava contra os pobres do mundo, desterrados, humildes, sem vez e voz e claro sem o que move o sistema, dinheiro

Alfabetizada aos 16 anos de idade, lutou ao lado de Chico Mendes contra os latifundiários assassinos do Acre, sempre teve coragem de empunhar a bandeira da solidariedade em defesa dos oprimidos. Foi vereadora, deputada, senadora, ministra de Estado, estando todas as vezes do outro lado da margem, enfrentando baionetas, fuzis, cavalos, esporas e principalmente a covardia dos endinheirados desses rincões a fora, em muitos casos mostrou ter grilhões mais do que muitos de seus próprios companheiros.

lula_marina

Destemida, deixou o Ministério do Meio Ambiente por discordar de muitas políticas do governo petista, da mesma forma saiu do Partido dos Trabalhadores, partido que ajudou a construir e a talhar com o próprio suor e as lágrimas, perdeu a estrela mas não perdeu o brilho dos que sonham com um país mais decente, humanamente mais justo e solidário.

Os poderosos de plantão tremem, porque agora é Dilma a guerrilheira ou Marina a sobrevivente, o representante da  alta burguesia brasileira Aécio Neves, dançou, “dançou playboy” e é isso que anda incomodando muita gente endinheirada.

Nesse sentido, precisamos buscar entender o que está em curso no Brasil, não que as senhoras  Dilma Rousseff e Marina Silva farão uma revolução, a primeira teve a chance de revolucionar e em muitas ocasiões titumbeou, a segunda também já se sentou e se serviu de benesses também anti republicanas, porém continuam a fazer com suas ideias e atos tremular a bandeira de que um outro mundo é possível.

Share Button

Tentando desqualificar…

Marina é pega na mentira três vezes no Jornal Nacional.

Bem que o Jornal Nacional tentou poupar Marina Silva (PSB), fazendo perguntas mais suaves do que fez aos outros candidatos, e só fez 3 perguntas. Marina fez um excelente treinamento de mídia para responder como bem entende, com um desempenho de fazer inveja às melhores atrizes e aos maiores caras-de-pau da velha política, mas faltou com a verdade nas 3 perguntas.

A verdade foi a primeira vítima na pergunta sobre o avião fantasma.

Bonner perguntou sobre o laranjal de empresas usadas para adquirir o jatinho de campanha usado por ela e Eduardo Campos.

Detalhe: a pergunta pegou leve ao não dar nome aos bois. O nome certo para fraudes no financiamento de campanhas eleitorais é caixa dois, lavagem de dinheiro e corrupção.

Marina enrolou, enrolou muito, para empurrar com a barriga as explicações e dizer que “seu compromisso era com a verdade”. Mas revi o vídeo várias vezes e não consegui encontrar o menor vestígio da verdade em qualquer trecho da resposta.

Ora Marina disse que o avião estava emprestado, ora disse que o avião estava prestando serviço para seu partido, e as contas seriam pagas e contabilizadas no final da campanha.

Se o avião fosse emprestado, já havia grave irregularidade eleitoral, pois veículos emprestados para campanha exige previamente documento de cessão de uso pelo proprietário com declaração de valor. Sem isso fica voando na situação de caixa dois.

Se o avião fosse contratado como prestação de serviços de táxi-aéreo, outras irregularidades foram cometidas, pois é o caso de táxi pirata: os empresários donos do avião não tem registro para operarem como táxi-aéreo. E o certo é fazer um contrato de prestação de serviço antes de sair voando por aí. Além disso nada foi informado na prestação de contas parcial. Sem isso, o cheiro de caixa dois é forte.

Segunda mentira: Na verdade Marina perdeu seu eleitorado no Acre pela “mudança”. Mudou de lado.

Patrícia Poeta perguntou porque ela perdeu em casa, no Acre, ficando em terceiro lugar nas eleições de 2010 em seu estado natal onde ela fez carreira política. Perguntou se quem a conhece bem não votava nela?

Aí a mentira foi feia. Marina disse que foi por contrariar interesses locais desde quando acompanhava Chico Mendes. Ora, o grande líder seringueiro morreu em 1988. Depois disso e com a maior visibilidade das causas de Chico Mendes com seu assassinato, é que Marina Silva decolou sua carreira política. Foi depois disso que ela se elegeu senadora duas vezes. Nada explica explica ela perder os votos que tinha antes, a não ser desilusão de quem a conhece com a virada de casaca que ela deu em sua carreira política, pulando o muro de suas origens populares para o lado dos banqueiros e bilionários demotucanos. Deve ser essa a tal “mudança” que ela prega.

Terceira Mentira: Na verdade Marina pratica o que diz condenar.

Bonner perguntou se a escolha para vice de um político tradicional e que tinha historicamente posições diferentes das dela, não desmanchava seu discurso de nova política.

Detalhe: Bonner pegou leve ao só citar posições diferentes no caso dos transgênicos e das pesquisas com células tronco embrionárias (Marina foi contra pesquisas que podem salvar vidas de doenças até hoje incuráveis, e até fazer paraplégicos voltarem a andar). As diferenças com seu vice Beto Albuquerque são maiores, pois ele faz parte da bancada da indústria armamentista, da indústria do cigarro, dos agrotóxicos, e outros setores que Marina dizia não aceitar doações de campanha.

Marina deu uma desculpa esfarrapada com sua linguagem empolada, mas que pode ser traduzida naquela frase que todo malandro fala quando é pego em flagrante fazendo coisa que diz ser contra: “uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa”. Ou seja aliança política dos outros é espúria. Aliança política dela com a “velha política” é “diversidade”. É não ser “intransigente”.

Linguagem “marinês”.

Na entrevista ao Jornal Nacional, apesar de darem mais moleza para ela do que deram aos outros candidatos, Marina Silva se desconstruiu por conta própria.

Só não foi mais perceptível para muitos telespectadores porque ela fala com uma linguagem dissimulada para esconder do eleitor a mensagem codificada que ela passa aos banqueiros e às velhas oligarquias econômicas e políticas do Brasil arcaico.

Publicado originalmente no Blog Amigos do Presidente

Share Button

Destaques de alguns dos principais jornais brasileiros – 29/08/2014

novos_dados_para_confirmar
O Popular
 
Manchete: população cresce em 179 cidades goianas e cai em 65
 
Cidades que mais ganharam e que mais perderam habitantes são as mesmas dos últimos anos.
 
Saúde
 
Conscientização sobre fumo passivo ganha força no Dia de Combate ao Fumo.
 
Eleições 2014
 
Marina adota linha de usineiros.
————————————————————————————-
O Globo
 
Manchete: programa de Marina deve tirar prioridade do pré-sal
 
Candidata se encontra com usineiros e promete investir em etanol, se eleita
 
Proposta que será apresentada hoje prevê também que Mercosul terá menos importância que acordos bilaterais, manutenção do tripé da economia e investimento de 10% das receitas da União em Saúde.
 
Atraso nos repasses fica sem parecer
 
Ao responder a ofício do BC, a Procuradoria da Fazenda alegou não ter competência para avaliar se o atraso nos repasses do Tesouro à Caixa fere a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Para técnicos, a procuradoria quis evitar embaraço, já que a manobra fere a lei. 
 
Elétricas poderão se endividar mais
 
O governo elevou o limite de endividamento de empresas estaduais de energia de R$ 800 milhões para R$ 1,9 bilhão. A ação beneficia a Celg, comprada pela Eletrobras.
 
Chefe da Petrobras suspeito de fraude em CPI perde cargo
 
O chefe do escritório da Petrobras em Brasília, José Eduardo Sobral Barrocas, perdeu o cargo depois de aparecer num vídeo em que discute as perguntas que seriam feitas a diretores e ex-diretores da estatal na CPI do Senado. A denúncia de fraude na CPI está sendo investigada pela Polícia Federal. Barrocas chega a dizer no vídeo que “um gabarito” foi distribuído para evitar contradições nos depoimentos. Ele foi transferido para o Rio, onde está trabalhando como assistente da chefia de gabinete da presidente Graça Foster. 
 
Mantega defende Dilma e ataca Arminio, de Aécio
 
O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse que algumas das propostas de adversários da presidente Dilma (PT) levarão à recessão e ao desemprego. Ele criticou Arminio Fraga, anunciado como ministro da Fazenda num eventual governo Aécio, dizendo que ele não cumpriu metas de inflação quando presidiu o BC. 
 
Campos deu incentivos a empresa de jato que caiu
 
Revendedora de pneus foi beneficiada, em 2011, por decreto de Eduardo Campos, informa Merval Pereira.
 
PT reclama de montagem com vídeo de Lula
 
O PT anunciou que pedirá na Justiça a retirada de um vídeo com montagem de Lula apoiando Marina. O PSB nega a autoria. 
 
Governo propõe mínimo de R$ 788
 
O governo propôs, para o Orçamento de 2015, reajuste de 8,8% no mínimo. Ministros do STF querem elevar seus salários para R$ 35.900. 
————————————————————————————
Diário da Manhã
 
Manchete: goianos devem mais
 
Dados do SPC Brasil, divulgados ontem pela FCDL-GO, mostram aumento no número de dívidas atrasadas em Goiás. Já a Fecomércio-GO apontou que a renda dos goianienses também cresceu.
 
Marconi amplia vantagem e abre 12 pontos de frente sobre Iris
 
O governador e candidato à reeleição Marconi Perillo (PSDB) ampliou para doze pontos percentuais a sua vantagem sobre o segundo colocado, Iris Rezende (PMDB). É o que mostra pesquisa realizada pelo instituto Grupom entre os dias 24 e 27 de agosto. Marconi aparece com 38,1% das intenções de voto, contra 26,7% de Iris. No levantamento anterior, realizado no início do mês, a diferença era de 10,9 pontos. 
 
Trapaças da paixão
 
Existe mesmo amizade entre homens e mulheres? Especialistas e pessoas amigas há muito tempo comentam o assunto.
 
Zero Hora
 
Manchete: cenas de uma tragédia familiar
 
Trechos de vídeo gravado por pai e madrasta de Bernado mostram que menino implorou para denunciar maus-tratos e acabou dopado. 
————————————————————————————
Brasil Econômico
 
Manchete: orçamento de 2015 ignora todas as previsões pessimistas
 
A proposta de Lei Orçamentária Anual enviada ontem pelo governo ao Congresso traça um cenário bastante otimista para o ano que vem. O PIB tem crescimento projetado em 3%, contra 1,2% previsto pelo mercado, e a inflação de 5%, bem abaixo da média de 6,28% estimada por instituições financeiras. Na Previdência, o déficit ficaria em 0,8% do PIB, abaixo do 1% registrado em 2013. O salário mínimo foi fixado em R$ 788,06. 
 
Clientes vão à Justiça contra hidrelétrica
 
Grandes consumidores de energia questionam a responsabilidade por um rombo de R$ 1 bilhão provocado pelo não cumprimento de contratos pela usina de Santo Antônio, no Rio Madeira.
 
Telefônica vence disputa pela GVT
 
A Vivendi descartou a proposta da Telecom Itália e aceitou os € 7,45 bilhões da espanhola. Com a transação, a empresa francesa ainda pode ficar com participação nas duas operadoras. 
————————————————————————————
Folha de S. Paulo
 
Manchete: Marina defende usineiros e acena ao agronegócio
 
Candidata busca aproximar-se de setor, com o qual teve relação atribulada; Dilma diz que oposição faz ‘campanha da mentira’, e Mantega critica rivais
 
Em visita a uma feira do setor sucroalcooleiro na região de Ribeirão Preto (SP), a candidata do PSB à Presidência, Marina Silva, adotou discurso pró-usineiros. Ela disse que, se for eleita, buscará corrigir políticas “equivocadas” do governo Dilma Rousseff (PT). Segundo Marina, os usineiros “fizeram o dever de casa, se ajustaram”, mas não tiveram apoio da presidente. 
 
Governo prevê receita recorde e mínimo de R$ 788 em 2015
 
O governo enviou ao Congresso proposta de Orçamento incompatível com as projeções mais consensuais para a economia em 2015. 
 
IBGE divulga que população do Brasil é de 202,8 milhões 
 
Greve contra a política econômica para Buenos Aires
 
Ação conjunta de centrais sindicais resultou em uma das maiores greves gerais do governo Cristina Kirchner, paralisando Buenos Aires. O setor de transportes foi afetado, com cancelamento de voos para o Brasil. Entre as reivindicações, estão reajuste na aposentadoria e correção na tabela do IR.
 
Petrobras tira de escritório acusado de vazar questões
 
A Petrobras tirou da gerência de seu escritório em Brasília o funcionário envolvido em denúncia de repasse prévio à diretoria de perguntas de CPI que investiga os negócios da companhia. José Eduardo Barrocas voltou ao Rio e assumiu cargo de assistente do chefe de gabinete da presidente da estatal, Graça Foster. A Petrobras não explicou o motivo da mudança.
————————————————————————————
Correio Braziliense
 
Manchete: PIB cai no segundo trimestre do ano e mostra que Brasil está em recessão´
 
A queda do PIB do primeiro semestre decorreu principalmente da retração de 5,3% dos investimentos produtivos e da contração de 1,5% da indústria.
 
Insultos racistas contra o goleiro Aranha marcam derrota do Grêmio para o SantoS
 
Durante as manifestações, torcedor gremista teria, inclusive, atirado celular no rival.
 
STF encaminha projeto de lei para ministros receberem salário de R$ 35 mil
 
Reajuste leva em conta a recomposição inflacionária de 16,11%, referente ao período de 2009 a 2014.
————————————————————————————
Por: Gustavo Viera
Share Button

GUSTAVO SEBBA SE REÚNE, EM GOIÂNIA, COM O GOVERNADOR MARCONI PRRILLO E O PRESIDENTE DA FACIEG.

image
Na manhã da última quinta-feira (28), Gustavo Sebba (PSDB) candidato a deputado estadual, esteve no Palácio das Esmeraldas, em Goiânia, e participou de uma reunião com o governador do estado de Goiás,  Marconi Perillo.
O assunto em pauta era a nova diretoria da Federação das Associações  Comerciais  de Goiás – FACIEG. Para tanto, também acompanharam a reunião o vice-presidente da federação, Geraldo Rocha, que também é secretário de indústria e comércio de catalão. Além dele, o presidente da ACIC/CDL (Associação Comercial Industrial e Câmara dos Dirigentes Lojistas) Chahad Damash, bem como outros membros da associação, Hugo e Jovenilha, da tesouraria e secretariado, respectivamente.
Sebba conversou com Maronese, presidente do Goiás Industrial e com o presidente da FACIEG, Ubiratan (na foto, ao centro), discutindo assuntos importantes sobre o futuro de Goiás, pautado no crescimento da economia estadual.

ASCOM / Gustavo Sebba

Share Button

Acontece…

10613164_424811417659661_5870804007122377697_n

Share Button