Polícia Civil prende três em Catalão; prefeito também é vítima

2015-06-30 09.37.39

Na manhã desta terça-feira, 30, por volta das 5h, o Grupo de Elite da Polícia Civil do Estado de Goiás (GT3), com sede em Goiânia, realizou mandados de busca e prisão e prisão temporária na cidade de Catalão.

Batizada como Operação Camaleão, a ação policial deteve três pessoas, sendo: Renata Alves Marques e Wellington Buenos Alves, marido e mulher, e José Aguiar Mendonça. Esse último é irmão de um secretário municipal.

Responsável pela operação, delegado Manuel Borges Oliveira contou que os acusados vinham sendo investigados por aplicar golpes em proprietários rurais, comprando e não pagando pelo gado adquirido “resultando em prejuízos de aproximadamente R$ 2 milhões aos produtores rurais da região”, disse Oliveira.

O delegado falou que a prisão dos mesmos foi decretada após várias denúncias por parte de grandes fazendeiros e pequenos produtores. “Fizemos buscas em residências e no escritório administrativo dos acusados e vamos colher mais informações a respeito. Até o prefeito de Catalão, Jardel Sebba (PSDB), também foi vítima da quadrilha”, contou Oliveira.

Policiais civis de Catalão também deram apoio à operação e os detidos foram levados para a capital.

Por: Gustavo Vieira

Share Button

Mitsubishi: cerca de 200 já foram demitidos e meta é desligar 403

images

A Mitsubishi iniciou ontem, 29, o desligamento de 403 funcionários dos variados setores de produção da empresa. Logo pela manhã, de uma só vez, 8 trabalhadores foram demitidos e, hoje, o número está em torno dos 150.

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico (Simecat), na tentativa de impedir a medida da montadora, anunciou greve por tempo indeterminado e que deve começar amanhã, 1º de julho. Em mais uma assembleia, realizada nesta manhã, os operários, aproximadamente 90%, se colocaram a favor do movimento.

O Simecat deve se aliar com outros sindicatos, inclusive de outras regiões, para dar mais corpo ao movimento e, inclusive, exigir a fabricante que os dispensados sejam restituídos à seus cargos. “Hoje vamos montar um acampamento na porta da MMC e amanhã começa a greve e também assembleias. Depois vamos percorrer a BR, vamos passar pelas Avenida José Marcelino e 20 de Agosto e seguir até a Praça Getúlio Vargas (Centro)”, contou a assessoria de comunicação do sindicato.

A Mitsubishi alega que em decorrência da crise no mercado automobilístico, tendo tido queda em torno de 50% nas vendas, o que resulta ainda em redução de sua capacidade produtiva, outras alternativas foram tomadas como o Plano de Demissão Voluntária (PDV), que durou até o dia 26 de junho e contou apenas com 29 adesões, e as férias coletivas, programada para o período 6 a 15 de julho.

A MMC emprega aproximadamente 3 mil pessoas diretas e, se sua determinação não surtir o efeito desejado, mais trabalhadores podem ser dispensados até o fim do ano.

Por: Gustavo Vieira 

Share Button

Tribunal de Justiça condena funerária São Vicente de Paulo, de Catalão

images

A Funerária São Vicente de Paulo, da cidade de Catalão, foi condenada por ter mudado de lugar os restos mortais de um homem sem comunicar a seus familiares. Por causa disso, a empresa terá de pagar indenização por danos morais, no valor de R$ 5 mil, aos demandantes. A decisão monocrática é do desembargador Carlos Alberto França

Consta dos autos que a mulher e os filhos de Raulino de Oliveira foram surpreendidos quando, ao visitar seu túmulo, perceberam que o falecido não estava mais sepultado no local. O corpo havia sido transferido a outro jazigo, onde outras dois corpos estavam enterrados, sem qualquer grau de parentesco entre eles.

Por causa disso, ambas as famílias ajuizaram a ação, julgada favorável em primeiro grau, pelo juiz da 2ª Vara Cível, Fazendas Públicas, Registros Públicos e Ambiental da comarca, Marcus Vinícius Ayres Barreto. A empresa interpôs apelação, que foi negada pelo desembargador.

Conforme França observou, a Lei municipal 2.317/2003 estabelece que decorrido o prazo de cinco anos, as sepulturas temporárias poderão ser abertas e a funerária, transferir os restos mortais a um ossuário coletivo. Entretanto, a referida norma impõe a notificação dos familiares, o que não ocorreu no caso. Um ex-funcionário da empresa, inclusive, prestou depoimento no sentido de comprovar que não houve a cientificação dos familiares.

“Compreensível o trabalho realizado pela funerária, que visa recolocar os restos mortais no ossuário geral para que as sepulturas temporárias possam ser abertas para novos enterros. Contudo, não obrou com a conduta e medidas necessárias para a realização do serviço”. Clique aqui e veja a decisão.

Texto: Lilian Cury – Centro de Comunicação Social do TJGO

Share Button

Frase do Dia…

“Não respeito delator”.

Presidenta Dilma Rousseff (PT)

Share Button

PRF lança ferramenta eletrônica para substituir Boletim de Trânsito

angelica

Pequenos acidentes em rodovias federais que não resultem em feridos ou mortos, agora podem ser registrados pela internet. A mesma ação está sendo desenvolvida pela Polícia Militar, em Catalão.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) criou uma ferramenta eletrônica e começou a usá-la ontem, 29, para agilizar o processo conhecido como DAT — Declaração de Acidente de Trânsito. O novo sistema substitui o Boletim de Acidente de Trânsito – BAT.

“O DAT é feito no site prf.gov.br/acidente e deve ser usado em acidentes sem vítimas, com até cinco carros envolvidos e em que os veículos sofreram pequenos danos e podem rodar sem prejudicar a segurança. Ainda nesses casos, o usuário da rodovia pode solicitar nosso apoio se preferir”, disse Angélica Borges, chefe do Núcleo de Policiamento e Fiscalização da PRF.

As informações mínimas para o preenchimento do DAT são os dados dos envolvidos, o local do acidente (BR, quilômetro e município) e a data e horário da ocorrência. Mais informações podem ser conseguidas pelo 191.

Por: Gustavo Vieira

Share Button

Principais notícias do dia – 30/06/2015

GetAttachment (1)

JORNAIS

Folha de S. Paulo

Dilma diz que não respeita delator e nega acusações

Em sua primeira manifestação pública sobre as acusações de irregularidades no financiamento de sua campanha à reeleição, a presidente Dilma Rousseff rejeitou as suspeitas e comparou a confissão do empreiteiro Ricardo Pessoa às delações obtidas sob tortura na ditadura militar.

O Globo

Lula se reúne em Brasília com marqueteiro e PT

O Estado de S. Paulo

Petrobras corta US$ 90 bi do orçamento e aposta no pré-sal

Diário da Manhã

Motorista de Cristiano admite alta velocidade durante acidente

O Popular

Delegado ouvirá amigo do cantor

———————————————–

TELEJORNAIS

TV Globo – Jornal Nacional

Nos EUA, Dilma diz que não respeita delatores e que doações para sua campanha foram legais

Nos Estados Unidos, a presidente Dilma Rousseff falou hoje pela primeira vez sobre as declarações em delação premiada do empresário Ricardo Pessoa, na Operação Lava Jato. Dilma disse que não respeita delatores e que a campanha dela só recebeu doações legais.

TV Bandeirantes – Jornal da Band

Redução da maioridade penal será votada na Câmara nesta terça-feira (30)

TV SBT – SBT Brasil

Dúvida sobre futuro da Grécia faz bolsas da Ásia e Europa despencarem

——————————————-

RÁDIOS

CBN

Oposição vai cobrar investigações sobre prática de pedaladas de Dilma Rousseff

A oposição vai cobrar do Ministério Público Federal e do Tribunal de Contas da União investigações sobre a prática de pedaladas fiscais de Dilma Rousseff em 2015. A manobra contábil consiste no atraso do repasse do Tesouro para os bancos públicos. Do dinheiro necessário para pagar benefícios sociais ou financiar investimentos com juros mais baixos.

Dois em cada três brasileiros são favoráveis ao fim da reeleição

Déficit das contas brasileiras no exterior chega a R$ 35,8 bilhões

———————————————

Por: Gustavo Vieira com agências

Share Button

Dilma rebate ilações sobre doações de campanha: “Não respeito delator”

A presidenta Dilma Rousseff, nesta segunda-feira (29), comentou pela primeira vez sobre o vazamento da delação premiada do empresário Ricardo Pessoa, da UTC, no âmbito da Operação Lava Jato. “Não respeito delator”, afirmou ela.

Agência Brasil

Dilma participou do encerramento do Encontro Empresarial sobre Oportunidades de Investimento em Infraestrutura no Brasil, nesta segunda (29), em Nova IorqueDilma participou do encerramento do Encontro Empresarial sobre Oportunidades de Investimento em Infraestrutura no Brasil, nesta segunda (29), em Nova Iorque

“Eu não respeito delator. Até porque eu estive presa na ditadura e sei o que é que é. Tentaram me transformar em uma delatora”, declarou Dilma, que está em Nova York, onde se reuniu com executivos do setor produtivo.

“E há um personagem que a gente não gosta, porque as professoras nos ensinam a não gostar dele. E ele se chama Joaquim Silvério dos Reis, o delator. Eu não respeito delator”, criticou, referindo-se ao homem que traiu os inconfidentes.

A presidenta reafirmou que não há irregularidades na sua campanha. “Não aceito e jamais aceitarei que insinuem sobre mim ou a minha campanha qualquer irregularidade. Primeiro porque não houve. Segundo, se insinuam, alguns têm interesses políticos”, salientou, destacando que tomará medidas contra Ricardo Pessoa, caso se confirme as declarações noticiadas pelos vazamentos da delação. Mas ela também defendeu que tudo seja investigado. “Tudo, sem exceção”, disse.

Nos trechos vazados à imprensa, Ricardo Pessoa teria dito aos investigadores da Operação Lava Jato que doou R$ 7,5 milhões para a campanha de Dilma em 2014 e que o dinheiro parte da corrupção.

A presidenta Dilma ressaltou que a empresa também fez doações a seu adversário no segundo turno da eleição presidencial, Aécio Neves (PSDB-MG), em valores semelhantes aos recebidos por sua campanha.

Em encontro com investidores em Nova York, Dilma a “longa história de integração e cooperação econômica” entre Brasil e Estados Unidos.

Segundo ela, os EUA continuam sendo o principal investidor estrangeiro no Brasil, com US$ 116 bilhões em 2013 e 3 mil empresas atuando no Brasil nas mais diversas áreas.

“Pretendo trabalhar bastante com o presidente (Barack) Obama nas reuniões de amanhã e pretendo aproveitar essas boas reuniões que realizamos hoje, com investidores financeiros e das áreas produtiva e de serviços”, afirmou.

Dilma também fará uma visita à Califórnia, para buscar parcerias nas áreas de educação, ciência e inovação, citando as áreas de tecnologia da informação, biotecnologia e defesa aeroespacial.

“Estamos em uma fase de construção do novo ciclo de expansão do crescimento, e faz parte dessa estratégia a adoção de medidas de controle da inflação e a busca pelo equilíbrio fiscal, bem como todas as medidas de incentivo ao investimento e aumento da produtividade”, afirmou.

Dilma enfatizou ainda que a retomada do crescimento depende do aumento sólido da produtividade. “Com mais produtividade, os salários e os lucros vão ser necessariamente maiores e vão poder crescer sem pressionar a inflação”, defendeu.

E completa: “Com mais produtividade, vamos crescer mais e ter melhores empregos. Daremos também continuidade às políticas de redução da desigualdade que tiraram da miséria milhões de brasileiros”.

Para Dilma, o caminho para elevar a produtividade é com o aumento da taxa de investimento, sobretudo em infraestrutura. “É por isso que lançamos o Programa de Investimento em Logística 2015-2018”, citou.

Portal Vermelho

Share Button

Termina nesta terça-feira prazo para renovação do Fies

O prazo para a renovação dos atuais contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) termina nesta terça-feira (30). O aditamento semestral é feito pelos estudantes no portal do Fies. O programa é destinado a financiar mensalidades de cursos de graduação na educação superior em instituições privadas.

Reprodução

Para os novos contratos os juros passarão dos atuais 3,4% para 6,5% e o limite de renda para contratação passará de  2,5 salários mínimos por pessoaPara os novos contratos os juros passarão dos atuais 3,4% para 6,5% e o limite de renda para contratação passará de 2,5 salários mínimos por pessoa

O Ministério da Educação prorrogou por duas vezes o prazo de renovação para que todos os estudantes conseguissem fazer o procedimento. Os juros para os atuais contratos são de 3,4% ao ano e o estudante começa a quitar o financiamento 18 meses após a conclusão do curso. O financiamento é concedido a matriculados em cursos superiores que tenham nota positiva nas avaliações do ministério.

Na última sexta-feira (26) os ministérios da Educação e do Planejamento anunciaram mudanças para as próximas contratações do Fies. Para os novos contratos os juros passarão dos atuais 3,4% para 6,5% e o limite de renda para contratação passará para 2,5 salários mínimos por pessoa o que equivale, em valores atuais, a R$ 1.970. Atualmente, o limite é uma renda bruta é 20 salários mínimos.

Os ministérios informaram que aumentarão também os juros que o aluno paga trimestralmente durante o curso. Atualmente, essa taxa é até R$ 50. O novo valor vai até R$ 250. O prazo de carência para pagar o financiamento que era de três vezes a duração do curso e mais 12 meses, passará para três vezes a duração do curso, sem os 12 meses.

Fonte: Agência Brasil

Share Button

Hoje na História…

hoje

1520
Morre o imperador asteca Montezuma II, durante uma revolta contra os conquistadores espanhóis em Tenochtitlan.
1956
Moscou divulga testamento de Lenin, no qual recomendou que Stalin fosse removido da secretaria-geral do Partido Comunista Soviético.
1961
O rei Balduíno, da Bélgica, proclama em Leopoldville a independência da República do Congo.
1966
Iraque controla rebelião inspirada nas ideias do presidente egípcio Gamal Abdel Nasser, que pretendia derrubar o presidente Abdel Rahman Aref.
1971
Os cosmonautas soviéticos Georgi Dobrovolsky, Vladislav Volkov e Viktor Patsayev morrem ao voltar à Terra, devido a um problema de despressurização na nave Soiuz 11.
1971
Os jornais americanos, The New York Times e The Washington Post ganham na justiça o direito à publicação de documentos secretos do Pentágono.
1977
Chega ao fim a Organização do Tratado do Sudeste Asiático, liga de defesa regional, fundada em 1954 em resposta à expansão comunista na Ásia.
1980
Vigdis Finnbogadottir vence as eleições da Islândia, tornando-se a primeira mulher a ocupar a presidência da república em um país europeu.
1994
O ministro da Fazenda, Rubens Ricupero, anuncia a adoção do real como a nova moeda brasileira.
1995
O capitão do Exército Harley Alves, refém dos sérvios da Bósnia e Herzegovina juntamente com outros integrantes ONU por 27 dias, é recebido como herói em Belo Horizonte MG.
1998
A Câmara dos Deputados aprova o decreto legislativo ratificando a adesão brasileira ao tratado antinuclear, em vigor desde 1970.
2002
A seleção brasileira de futebol sagra-se pentacampeã mundial.
2009
AVIÃO DA YEMENIA AIR DESAPARECE NO OCEANO ÍNDICO COM 153 PESSOAS A BORDO.
Share Button

Mitsubishi começa demissões e sindicato anuncia greve

direitos-empregado

O Sindicato dos Metalúrgicos de Catalão (Simecat) realizou nova assembleia com os trabalhadores da Mitsubishi, na manhã de hoje, 29, para discutir o futuro da classe.

Devido a queda nas vendas dos veículos da marca, a montadora abriu Plano de Demissão Voluntária (PDV), que durou até o dia 26 de junho e contou apenas com 29 adesões, e as férias coletivas, programada para o período 6 a 15 de julho.

O presidente do sindicato, Carlos Albino, informou que a Mitsubishi continua alegando a necessidade de fechar cerca de 400 postos de trabalho, mesmo diante das várias alternativas propostas a ela. “Nós apresentamos oito medias para a empresa para que ela não demita os trabalhadores, até redução de jornada de trabalho e de salários nós colocamos, mas ela não quis atender a nenhuma e continua irredutível”, disse.

O sindicalista contou também que a MMC começou a cumprir com sua meta de demissão nesta manhã, tendo desligado cerca de 10 funcionários do turno matutino de operação. “Ainda resta uma coisa para fazermos que é o movimento de greve. O sindicato já confeccionou carta de greve e vamos protocolá-la na empresa. Enquanto não começamos com o movimento, vamos fazer algumas paralisações e assembleias mais demoradas e depois que começarmos a greve não saberemos o dia de voltar. Esse é o nosso último meio para impedir que a empresa demita pais de família”, ressaltou Albino. A greve começa na próxima quarta-feira, 1º de julho.

O Simecat deve se aliar com outros sindicatos, inclusive de outras regiões, para que as propostas do grupo ganhe mais vigor.

Por: Gustavo Vieira 

Share Button