A maioria dos catalanos não gosta do horário de verão

No dia 19 outubro, um domingo, teve início o horário de verão em dez Estados brasileiros e no Distrito Federal, sendo eles: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. A população desses locais tiveram que adiantar seu relógio em uma hora.

O horário de verão foi criado em 1985 com o objetivo de aproveitar melhor a luz do dia, que durante o verão é mais longo, e para a economia de energia que aumenta significativamente às vésperas do fim do ano. Entrevistados pelo Blog, muitos catalanos mostraram-se divididos com relação a mudança da rotina de vida no período.
2014-10-24 14.14.25
A vendedora Barbara Ellen Dias, disse não gostar nenhum pouco do horário de verão, e foi bastante direta na sua explicação. “Não gosto porque tenho que acordar mais cedo para trabalhar. Gosto de dormir até mais tarde”. Ela completou que gostaria do fim do sistema no país.
2014-10-24 14.15.48
Já o camelô Rosano Alves, explicou não importar com a mudança no relógio e que uma hora a mais ou a menos, não muda em nada sua rotina diária. “Eu faço meu horário, trabalho pra mim mesmo. Então, venho pra rua vender a hora que bem quero e não sinto diferença não. Acho que pra quem tem que cumprir horário no trabalho ou outra coisa é que senti isso, eu não”.
Aleatoriamente nossa reportagem perguntou vinte pessoas se aprovam ou não o horário de verão, e apenas seis dos entrevistados disseram gostar de ter que acordar mais cedo e da interferência nos seus costumes. 
De acordo com o governo, dessa vez o ciclo será maior e se prolongará por 126 dias até o dia 22 de fevereiro de 2015, terminando no primeiro domingo após o carnaval. Mesmo com o aumento dos dias de horário de verão, a medida deve gerar uma economia menor de energia, com previsão de redução de 4,5% na demanda nos horários de maior consumo.
Por: Gustavo Vieira
Share Button

Enquete nova no Blog…

enquete

De quem é a culpa da falta d’água em Catalão:

Da atual administração

Das administrações anteriores

Da falta de chuva

Da população que faz uso inconsciente da água

 

Quem será o próximo presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Catalão?

Aurélio (PP)

Deusmar Barbosa (PMDB)

João Antônio (PSDB)

Silvano Mecânico (PL)

Share Button

Dilma responde a revista Veja…

Dilma: Os brasileiros darão resposta à revista Veja e seus cúmplices nas urnas

…Eu darei minha resposta na justiça

O desespero da Revista Veja às vésperas das eleições excedeu todos os limites da decência e da falta de ética. Sem apresentar NENHUMA prova, eles insinuam o envolvimento de Dilma e Lula no caso Petrobras. Mais uma vez, eles envergonham a imprensa e agridem a democracia do país.

“Eu darei a minha resposta a eles na Justiça”, afirma Dilma sobre o caso #DesesperodaVeja. Assista a fala da presidenta e divulgue a verdade! Compartilhe!

Share Button

Não haverá demissões…

Prefeito de Catalão, Jardel  Sebba reafirma ao Blog do Mamede que não haverá demissões na próxima semana que o que está em curso serão mudanças em algumas secretarias municipais, readequações de secretários, saída de alguns e a chegada de outros, sem a necessidade de demissões. Segundo o prefeito, ainda não está fechado à reforma administrativa, mas que nos primeiros dias do mês de novembro serão divulgadas as mudanças.

images

O foco agora será em algumas obras físicas e a modernização da máquina administrativa.

Share Button

Regina Félix “só saio do PSDB se for expulsa”

regina

Já é de conhecimento dos eleitores da cidade de Catalão que a vereadora Regina Félix (PSDB), não mais faz parte do grupo político pelo qual se elegeu pelo segundo  mandato, e também do rompimento com o prefeito tucano Jardel Sebba (PSDB). Desde o início do ano passado a vereadora usa sua voz na Câmara e as redes sociais, para reclamar do tratamento sofrido por parte dos colegas, segundo ela tenha diversas vezes sofrido exclusão por parte dos agora ex-aliados.

Indignada com a postura de muitos vereadores e do prefeito para com sua pessoa, Regina soltou o verbo na 37ª sessão ordinária da Câmara, ocorrida no dia 23 de outubro, assim como fez em algumas outras reuniões. No referido encontro legislativo, a vereadora apresentou dois requerimentos apenas e dirigiu seus comentários em tom de desabafo ao governador Marconi Perillo (PSDB), candidato a reeleição pelo seu partido, e ao vereador Paulo César, do PMDB, que aderiu ao governo do prefeito Jardel Sebba nos últimos meses.

Ela que é uma das  principais incentivadoras da instalação de um Centro de Referência e Excelência em Dependência Química (Credeq) em Catalão, usou esse tema para lembrar que isso foi compromisso de campanha de Marconi e Jardel com a população catalana, e que nem um dos dois conseguiu cumprir até hoje a promessa.

“Aí eu pergunto uma coisa: como é que tem coragem de chegar na televisão, aparecer e falar pra todo mundo ver, prometer um Credeq para Catalão e não cumprir?

Dizem que a memória do povo é curta, mas eu vou estar aqui sacudindo a memória do povo e lembrando que ele prometeu, fez em outros municípios e não fez para Catalão. Agora em época de eleição vem de novo prometer a mesma coisa, pedindo voto e falando que vai fazer no próximo mandato. “Mas ele prometeu foi nesse mandato”, desabafou Regina.

Por telefone, a vereadora falou ao Blog e deu mais corpo às suas colocações no plenário. Segundo ela, mesmo não fazendo mais parte da bancada tucana, não vai abandonar o partido de maneira alguma. “Trabalho para o povo e contínuo com a intensão de permanecer no PSDB. Jardel me excluiu do grupo só porque votei contra o projeto de empréstimo dos R$ 20 milhões (PMAT), as portas da Prefeitura se fecharam para mim por uma coisa que é meu direito escolher, não consigo mais ajudar o povo”.

Ainda de acordo com ela, a estratégia dos seus novos rivais é prejudicá-la nas próximas eleições municipais, e completou suas lamentações alegando que isso só está acontecendo por mostrar independência na política.

“Querem me crucificar, estão me sacaneando, e aguardo para saber o que vão fazer comigo. Eles devem ser machos de verdade para me expulsar do partido, e para me calar só fazem  me matando. Eu estou no livro da história de Catalão como uma pessoa que trabalha para o povo, e o prefeito tenta destruir quem trabalha para o povo. Ele tem mania de tirar as pessoas no tapetão”, exasperou Regina.

Aproveitando a entrevista com a vereadora, foi perguntado a ela para quem foi seu voto no primeiro turno das eleições, e sem pestanejar contou ter votado em Gustavo Sebba para deputado estadual, e também para Marconi Perillo. “Votei sim, fiz campanha, andei com adesivos e pedi votos para eles. E no segundo turno vou votar novamente para o Marconi para ele cumprir o compromisso que fez de construir um Credeq em Catalão. Eu sou a que mais busca esse benefício para a cidade e voto nele na esperança de que ele cumpra sua promessa”, concluiu.

Muito atuante nas redes sociais, Regina foi fotografada ao lado do agora eleito deputado estadual Adib Elias (PMDB), principal adversário político de Jardel Sebba. Na descrição da foto, ela conta que está à procura de quem possa acolhê-la na política.

 

Por: Gustavo Vieira/Foto: reprodução

 

Share Button

A tática é replicar…

A história funciona assim, um doleiro que seria condenado há mais de 40 anos de cadeia junto com um ladrão da Petrobrás que também seria condenado há mais de 60 anos de prisão, para não mofarem nas celas imundas de algum presídio também imundo desse país, aceitam a delação premiada e começam a incriminar quem julgam necessário, faltando 03 dias para as eleições presidenciais, a revista Veja, tradicionalmente com suas matérias ante petismo, lulismo e dilmismo solta uma reportagem onde o  doleiro ladrão, supostamente  fala que o ex-presidente Lula e a presidenta candidata a releição, Dilma Rousseff sabiam de tudo.

cadeia

Os demais órgãos de informação, ou seria de desinformação, replicam a matéria e começa tudo novamente, todos os órgãos falam o dia inteiro sobre a matéria da Veja, ninguém questiona, mas o doleiro ladrão, pode estar mentindo? Ele para se livrar dos 40 anos de cadeia, não pode estar inventando tudo?

Não, ninguém desconfia de nada, a reportagem vira verdade, tudo isso a três dias das eleições.

Gente boa do Blog, comecem a imaginar o Jornal Nacional da Rede Globo de hoje, os jornalistas William Bonner e Patrícia Poeta a serviço da família golpista Marinho irão fazer o que mesmo com essa matéria?

Os outros grandes telejornais irão fazer mesmo o quê com essa grande descoberta?

Imaginem a vaca da Raquel Sherazade, com aquele ar de puta rica comentando o fato e exigindo punição.

É de dar nojo mesmo, se o candidato Aécio Neves vencer não será novidade e bom governo a ele, mas se dona Dilma conseguir atropelar esses grandes meios de comunicação que não vá comer bolo de chocolate com limão na Ana Maria Braga, prefira bolo e fubá feito em fogão caipira feito pelas mãos honestas de algum trabalhador honesto brasileiro.

Share Button

A Hora do Riso…

Share Button

Confira o debate realizado pela TV Anhanguera na noite de ontem

marconi_iris

A TV Anhanguera realizou na noite de ontem debate entre os candidatos a governador de Goiás no 2º turno.

Confira o debate no link http://g1.globo.com/goias/eleicoes/2014/noticia/2014/10/debate-na-tv-anhanguera-reune-candidatos-ao-governo-de-goias.html

Share Button

Sessão da Câmara Municipal não vota projetos por falta de quórum

2014-10-23 14.09.34

Nesta semana houveram duas sessões ordinárias da Câmara Municipal, onde alguns projetos de extrema importância não foram analisados pelos caríssimos vereadores catalanos, exceto o Projeto de Decreto Legislativo nº 13/14, que delega sobre o balancete do ano de 2007 da administração do ex-prefeito Adib Elias (PMDB), aprovado em primeira instância no dia 21 de outubro meio a muita desordem, desentendimentos e berros entre os legisladores.

Esse mesmo texto entrou na pauta de votação na sessão de quinta-feira (23/10), mas nem chegou a ser lido pelo primeiro secretário Vandeval Florisbelo (PMDB) por falta de quórum. Dos dezessete edis, apenas sete compareceram sendo os faltosos da base de situação – Paulo César e Daniel do Floresta do PMDB, Leonardo Bueno de Donizete Negão do PSC, Silvano Mecânio (PR), João Antônio (PSDB), Juarez Rodovalho (DEM), Valmir Pires (PSDC), Pedrinho H (PSD) e Aurélio Macedo (PP).
Na ausência de maioria dos legisladores do município o presidente da Casa, Deusmar Barbosa (PMDB), mesmo assim, deu início ao 37º encontro do ano para a leitura dos requerimentos dos presentes – Regina Félix (PSDB), Paulinho (PMN) e os peemedebistas Gilmar Antônio, Jurandir Antônio, Vandeval Florisbelo e Sargento Anísio.
Diante do não comparecimento de maioria dos vereadores, Deusmar disse entender seus motivos e que mais cedo ou mais tarde eles devem aparecer no plenário da Câmara. “Não vieram por causa do projeto do Adib, eles querem a todo custo impedi-lo de continuar na vida política e isso é um absurdo. A situação não tem mais os 12 votos necessários para isso e querem tempo para poder comprar vereador, só pode ser isso. O Tribunal de Contas dos Municípios aprovou as contas do ex-prefeito e sem ressalvas, e essa perseguição besta tem que acabar. As contas do prefeito Jardel [Sebba - PSDB] virão para serem votados aqui um dia, nós vamos persegui-lo também? Eles têm que parar com isso”, observou Deusmar.
Na semana seguinte devem acontecer mais duas sessões ordinárias, a de terça-feira, como de costume, e a de quarta-feira, sendo essa a quinta reunião do mês. O presidente contou acreditar que os faltosos possam aparecer em pelo menos uma dessas sessões.
 
Por: Gustavo Vieira
Share Button

Advogado de doleiro desconhece depoimento publicado por “Veja”

O expediente é previsível e manjado: às vésperas da eleição, a revista “Veja”, da Editora Abril, lança uma edição com alguma denúncia “bombástica” contra candidaturas do Partido dos Trabalhadores. Em 2002 e 2006, contra Luiz Inácio Lula da Silva; em 2010 e, agora, em 2014, contra Dilma Rousseff.

Até aí, nenhuma novidade.

Ocorre que, na incursão mais recente, “Veja” decidiu encomendar uma matéria de vida útil curtíssima: o doleiro Alberto Youssef, preso na Operação Lava Jato, da Polícia Federal, teria dito a um ainda misterioso delegado que Lula e Dilma participavam de esquemas de corrupção da Petrobras.

Imediatamente após a divulgação da capa, a revista foi desmentida por ninguém menos que o advogado do doleiro, Antonio Figueiredo Basto.

O advogado de Youssef confirmou que o doleiro prestou depoimento à Polícia Federal de Curitiba na última terça-feira, mas disse não ter conhecimento da informação citada pela revista.

“Eu nunca ouvi nada que confirmasse isso (que Lula e Dilma sabiam do esquema de corrupção na Petrobras). Não conheço esse depoimento, não conheço o teor dele. Estou surpreso”, afirmou Basto ao jornal “O Globo”.

Youssef prestou muitos depoimentos no mesmo dia, sempre acompanhado de advogados da equipe de Basto, mas ninguém ouviu uma só palavra daquilo publicado pela “Veja”.

“Conversei com todos da minha equipe e nenhum fala isso. Estamos perplexos e desconhecemos o que está acontecendo. É preciso ter cuidado porque está havendo muita especulação”, alertou o advogado.

Ainda de acordo com “O Globo”, o depoimento citado pela revista não tem relação com aqueles outros prestados à 13ª Vara Federal Criminal de Curitiba, divulgado anteriormente.

Fonte: Agência PT de Notícias

Share Button